Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1112
Título: Sintomas Psicopatológicos, Autocompaixão, Autocriticismo e Vinculação em Mulheres Vítimas de Violência Conjugal
Autores: Pires, Andreia Cristina Pereira
Simões, Sónia (Orientadora)
Palavras-chave: Violência conjugal - Marital violence
Sintomas psicopatológicos - Psychopathological symptoms
Autocompaixão - Self-compassion
Autocriticismo - Self-criticism
Vinculação - Attachment
Data: 2019
Editora: ISMT
Resumo: Estudos indicam que a exposição a episódios violentos tem impacto negativo na saúde das vítimas, sendo a causa de alguns sintomas psicopatológicos. Deste modo o principal objetivo da investigação foi a caracterização da amostra e o estudo de associações entre os sintomas psicopatológicos, vinculação, autocompaixão e autocriticismo, em função dos tipos de violência. Para tal foi constituída uma amostra de 34 mulheres, com idades compreendidas entre os 18 e os 81 anos (M = 44,44 ; DP = 14,18) vítimas de violência conjugal (VC) acompanhadas pelo Núcleo de Atendimento às Vítimas de Violência Doméstica de Viseu (NAVVD). O protocolo de investigação foi composto pelo questionário sociodemográfico, o Inventário de Sintomas Psicopatológicos (BSI), a Escala de Autocompaixão (SELFCS), a Escala de Autocriticismo (FSCRS) e a Escala de Vinculação do Adulto (EVA). Os resultados obtidos indicam a presença de sintomatologia psicopatológica nesta amostra de mulheres vítimas de violência conjugal, com o Índice de Sintomas Positivos do BSI bastante acima do ponto de corte, destacando-se pontuações mais altas nas dimensões Ideação Paranóide, Depressão e Ansiedade. De um modo geral, as pontuações obtidas no autocriticismo e na autocompaixão indicam uma baixa capacidade para se autotranquilizarem, elevada resposta destrutiva para com elas próprias, elevado equilíbrio emocional e capacidade de estar mindful. Verificou-se a existência de relações negativas entre a sintomatologia psicopatológica e a autocompaixão, nomeadamente entre a Humanidade Partilhada e a Depressão e entre a Sensibilidade Interpessoal e o Mindfulness. Os sintomas psicopatológicos relacionam-se também de forma negativa com o autocriticismo. No que concerne à vinculação, constataram-se correlações positivas entre os sintomas psicopatológicos e a ansiedade relativa ao receio de abandono e correlação negativa em relação ao conforto com a proximidade. Por fim, a ansiedade relativa ao receio de abandono relaciona-se de forma negativa com a autocompaixão e o autocriticismo. De modo geral, os resultados obtidos vão ao encontro do esperado, revelando-se importante a promoção de estratégias de autocompaixão e de Minfulness para redução de sintomas psicopatológicos e para prevenção de situações abusivas. / Studies indicate that exposure to violent episodes has a negative impact on the health of the victims and causes psychopathological symptoms. Thus the main objective of the research was the characterization of the sample and the study of associations between psychopathological symptoms, attachment, self-compassion and self-criticism, according to the types of violence. Was collected a sample of 34 women, aged between 18 and 81 (M = 44.44; SD = 14.18), victims of conjugal violence monitored by the Core of Care for Domestic Violence Victims of Viseu (NAVVD). The research protocol was consisted of the sociodemographic questionnaire, the Inventory of Psychopathological Symptoms (BSI), the Self-Compassion Scale (SELFCS), the Self-Criticalism Scale (FSCRS) and the Adult Attachment Scale (EVA). The results indicate the presence of psychopathological symptomatology in this sample of women victims of conjugal violence, with the BSI Positive Symptom Index well above the cutoff point, with higher scores in the Paranoid Ideation, Depression and Anxiety. In general, the scores obtained in self-criticism and self-compassion indicate a low capacity for self-reassurance, a high destructive response to self, high emotional balance, and ability to be mindful. The existence of negative relations between psychopathological symptomatology and self-compassion has been verified between Shared Humanity and Depression and between Interpersonal Sensitivity and Mindfulness. Psychopathological symptoms are also negatively related to self-criticism. With regard to attachment, positive correlations were found between psychopathological symptoms and anxiety related to the fear of abandonment and negative correlation in relation to comfort with proximity. Finally, the anxiety about the fear of abandonment relates negatively to self-compassion and self-criticism. In general, the results obtained are in line with what was expected, proving to be important the promotion of strategies of self-compassion and Minfulness in the reduction of psychopathological symptoms and prevention of abusive situations.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1112
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_ANDREIA_PIRES.pdfDocumento principal1.22 MBAdobe PDFVer/Abrir
APENDICES_ANEXOS_ANDREIA_PIRES.pdfApêndices e anexos1.05 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.