Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1155
Título: Ações Autocompassivas e Comportamento Alimentar Perturbado em Mulheres: o efeito mediador da apreciação da imagem corporal
Outros títulos: Self-compassionate Actions and Disordered Eating Behavior in Women: the mediator effect of body appreciation
Autores: Máximo, Andreia
Ferreira, Cláudia
Marta-Simões, Joana
Palavras-chave: Ações autocompassivas, apreciação da imagem corporal, motivações autocompassivas, psicopatologia alimentar
Data: 29-set-2017
Editora: Departamento de Investigação & Desenvolvimento
Citação: Máximo, A., Ferreira, C., & Marta-Simões, J. (2017). Ações autocompassivas e comportamento alimentar perturbado em mulheres: O efeito mediador da apreciação da imagem corporal. Revista Portuguesa De Investigação Comportamental E Social, 3(2), 32-41. https://doi.org/10.7342/ismt.rpics.2017.3.2.58
Relatório da Série N.º: 5;
Resumo: Objetivo: O objetivo foi testar o efeito mediador da apreciação da imagem corporal na associação entre motivações e ações autocompassivas e comportamento alimentar perturbado. Método: Participaram 360 mulheres da população geral, com idades entre os 18 e os 50 anos, que completaram numa plataforma online medidas de autorrelato para avaliar as motivações e ações autocompassivas, apreciação da imagem corporal e sintomatologia associada à psicopatologia alimentar. Foram conduzidas análises descritivas e de correlação entre as variáveis em estudo. Adicionalmente, foi testado um modelo de análise de vias (path analysis) que hipotetizou que a associação entre ações autocompassivas e a adoção de atitudes e comportamentos alimentares perturbados é mediada pela capacidade de aceitar e apreciar a imagem corporal. Resultados: Os resultados revelaram associações positivas entre as motivações e ações autocompassivas e a apreciação da imagem corporal, e negativas entre a apreciação corporal e os sintomas associados ao comportamento alimentar perturbado. Os resultados da análise de vias (path analysis) revelaram um efeito negativo indireto entre ações autocompassivas e o comportamento alimentar perturbado através da apreciação da imagem corporal, que explicou 48% da variância do comportamento alimentar perturbado. Conclusões: Estes resultados sugerem que as ações autocompassivas exercem um efeito protetor no comportamento alimentar através de níveis mais altos de apreciação e respeito em relação à imagem corporal, não obstante o peso, forma ou imperfeições. A capacidade de agir de acordo com as motivações autocompassivas parece contribuir para níveis mais elevados de apreciação face às caraterísticas únicas da imagem corporal, a qual se reflete numa menor adoção de atitudes e comportamentos alimentares perturbados. Este estudo representa um importante contributo para a investigação e prática clínica, e sublinha a importância da inclusão de estratégias de desenvolvimento de competências autocompassivas e de apreciação da imagem corporal em programas de prevenção e intervenção na área da psicopatologia alimentar.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1155
ISSN: 2183-4938
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
58-Texto Artigo-459-1-10-20170929.pdf362.53 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.