Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1166
Título: Reabilitação Neuropsicológica Grupal de idosos institucionalizados com Défice Cognitivo sem Demência
Outros títulos: Group Neuropsychological Rehabilitation of Institutionalized Elderly with Cognitive Impairment no Dementia
Autores: Silva, Giseli Fabiana
Espírito-Santo, Helena
Costa, Marina Fernandes
Cardoso, Diana Catarina Marques
Vicente, Filomena
Martins, Sónia do Carmo
Lemos, Laura
Palavras-chave: Défice cognitivo sem demência, Reabilitação neuropsicológica grupal, Depressão, Solidão
Data: 29-set-2015
Editora: Departamento de Investigação & Desenvolvimento
Citação: Silva, G. F., Espírito Santo, H. M., Costa, M. F., Cardoso, D. C. M., Vicente, F., Martins, S. do C., & Lemos, L. (2015). Reabilitação Neuropsicológica Grupal de idosos institucionalizados com Défice Cognitivo sem Demência. Revista Portuguesa De Investigação Comportamental E Social, 1(2), 31-45. https://doi.org/10.7342/ismt.rpics.2015.1.2.21
Relatório da Série N.º: 4;
Resumo: Contexto: O envelhecimento caracteriza-se frequentemente por alterações cognitivas que, por vezes, excedem o esperado para o envelhecimento normal. Estas alterações que não reúnem critérios de demência constituem o Défice Cognitivo sem Demência (DCSD) que, independente da etiologia, apresenta alta taxa de conversão para a demência. Objetivos: Investigar o efeito de um Programa de Reabilitação Neuropsicológica Grupal (PRNG) no funcionamento cognitivo, executivo e emocional de idosos institucionalizados com DCSD. Métodos: A amostra incluiu 24 idosos institucionalizados com DCSD, com idades entre os 67 e 92 anos. Doze idosos foram submetidos ao PRNG e doze idosos ficaram em lista de espera. O estudo teve um desenho quasi-experimental e cego na reavaliação. O PRNG decorreu em 10 sessões de 90 minutos cada, uma vez por semana. Avaliou-se pré e pós-intervenção através da Avaliação Cognitiva de Montreal, da Avaliação Breve do Estado Mental, da Bateria de Avaliação Frontal, da Escala da Depressão Geriátrica e da Escala da Solidão. Resultados: As ANCOVAs mostraram um efeito relevante do PRNG na melhoria do funcionamento executivo (ƞ2 = 0,26) e dos sentimentos de solidão (ƞ2 = 0,77), ambos com diferenças estatisticamente significativas (p < 0,05) na comparação entre o antes e depois da implementação do PRNG. No funcionamento cognitivo e na sintomatologia depressiva foi manifesto o agravamento no grupo de comparação (p < 0,05), sugerindo que o PRNG impede esse agravamento, mas a ANCOVA só foi significativa para o funcionamento cognitivo (ɳ2 = 0,26). Conclusão: O PRNG aplicado em idosos institucionalizados com DCSD oferece resultados promissores e evidencia eficácia na melhoria do funcionamento executivo e dos sentimentos de solidão. Impõe-se a replicação em amostras maiores e mais diversificadas e o estudo da generalização e manutenção dos resultados a longo prazo.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1166
ISSN: 2183-4938
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
21-Texto Artigo-102-1-10-20150930.pdf341.33 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.