Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1208
Título: Estudo de Validação do Fertility and Infertility Treatment Knowledge Score (FIT-KS) na População Geral Portuguesa
Autores: Almeida, Andreia Sofia Gueidão de
Galhardo, Ana (Orientadora)
Palavras-chave: Conhecimento acerca da fertilidade - Knowledge about fertility
Infertilidade - Infertility
Fatores que afetam a fertilidade - Factors that affect fertility
Propriedades psicométricas - Psychometric properties
Data: 2020
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: O conhecimento acerca da fertilidade é entendido como a compreensão que as pessoas possuem acerca da fertilidade e os fatores que a afetam e que interferem nas opções de contruir uma família. Objetivos: O presente estudo pretendeu estudar as características psicométricas do Fertility and Infertility Treatment Knowledge Score (FIT-KS) numa amostra da população geral portuguesa. Este instrumento avalia o conhecimento sobre a fertilidade, os tratamentos de infertilidade, e os fatores que afetam a fertilidade. Metodologia: A amostra foi constituída por 273 participantes em idade reprodutiva (18 aos 45 anos), 243 (89%) mulheres e 30 (11%) homens, com uma média de idades de 29,56 anos (DP = 6,79). Os participantes preencheram online um questionário sociodemográfico, o FIT-KS, o General Nutrition Knowledge Questionnaire (GNKQ) e o Fertility Awareness (FA). De modo a analisar a fidedignidade foi feito o teste-reteste do FIT-KS. Resultados: A consistência interna do FIT-KS, avaliada através do coeficiente de Kuder- Richardson, mostrou um valor de 0,43. A dificuldade média dos itens foi de 0,57 e a variação de discriminabilidade dos itens de, -0,19 a 0,29 com média de 0,10. Relativamente à validade convergente observou-se uma correlação de Spearman de r = 0,47 (p < 0,001) entre o FIT-KS e o FA. Em termos de validade divergente a correlação entre o FIT-KS e o GNKQ foi de r = 0,06 (p = 0,307). A estabilidade temporal do FIT-KS num período de 4 semanas foi de 0,63 (p = 0,001). A média de respostas corretas foi de 17 (58,62%). A maioria dos participantes tem conhecimento que ambos os sexos contribuem para a fertilidade do casal, qual o intervalo de idade de maior fertilidade da mulher e qual o período ótimo para engravidar. Sabem que fumar e um quadro de obesidade têm impacto na fertilidade, mas as respostas são dispersas quanto ao impacto do uso da pílula contracetiva e de lubrificantes sexuais. De acrescentar uma subestimação da taxa de aborto, e de sucesso da Fertilização In Vitro (FIV) em mulheres com 35 anos. Por outro lado, foi encontrada uma sobrestimação do sucesso da FIV em mulheres com mais de 40 anos, do declínio da idade fértil e da taxa de nascimentos por ovócitos descongelados. Conclusão: O FIT-KS permite identificar áreas onde existe um maior desconhecimento acerca da fertilidade e dos tratamentos da infertilidade, apontando alvos específicos em medidas futuras de sensibilização/informação acerca destes aspetos. É necessária uma maior educação e consciencialização de forma a que a população tome decisões informadas e conscientes acerca da constituição de uma família. / Introduction: The knowledge about fertility is understood with the following comprehension that people have about fertility, the individual and non-individual risk factors that interfere in the options of creating a family. Objectives: The present study aimed to study the psychometric characteristics of the Fertility and Infertility Treatment Knowledge Score (FIT-KS) in a sample of the general Portuguese population. This instrument assesses knowledge about fertility, infertility treatments, and factors that affect fertility. Methodology: The sample consisted of 273 participants of reproductive age (18 to 45 years old), 243 (89%) women and 30 (11%) men, with an average age of 29.56 years (SD = 6.79). Participants completed an online sociodemographic questionnaire, the FIT-KS, the General Nutrition Knowledge Questionnaire (GNKQ) and the Fertility Awareness (FA). In order to analyze the reliability was done the test-retest of the FIT-KS Results: The internal consistency of the FIT-KS, assessed through the Kuder-Richardson coefficient, showed a value of 0.43. The average difficulty of the items was 0.57 and the variation in item discrimination was, -0,19 a 0,29 on average, 0,10. Regarding the convergent validity, a Spearman correlation of r = 0.47 (p <0.001) was observed between FIT-KS and FA. In terms of divergent validity, the correlation between FIT-KS and GNKQ was r = 0.06 (p = 0.307). The temporal stability of FIT-KS over a period of 4 weeks was 0.63 (p = 0.001). The average of correct answers was 17 (58.62%). Most participants are aware that both sexes contribute to the couple's fertility, which age range is the woman's highest fertility and which is the optimal time to get pregnant. They know that smoking and obesity have an impact on fertility, but the responses are dispersed as to the impact of using the contraceptive pill and sexual lubricants. To add an underestimation of the abortion rate, and the success of In Vitro Fertilization (IVF) in women aged 35. On the other hand, an overestimation of IVF success was found in women over 40 years of age, declining fertile age and birth rate by thawed oocytes. Conclusion: The FIT-KS allows to identify areas where there is a greater lack of knowledge about fertility and infertility treatments, pointing out specific targets in future measures to raise awareness/information about these aspects. Greater education and awareness are needed so that the population makes informed and conscious decisions about starting a family.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1208
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação - Fertility and Infertility Treatment Knowledge Score - Andreia Almeida .pdfDocumento367.83 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.