Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1226
Título: Validação da Versão Portuguesa do Fertility and Infertility Treatment- Knowledge Score (FIT-KS) numa Amostra de Profissionais de Saúde
Autores: Silva, Soraia Pinhal da
Galhardo, Ana (Orientadora)
Palavras-chave: Fertility awareness - Fertility awareness
Fertilidade - Fertility
Profissionais de saúde - Health professionals
Propriedades psicométricas - Psychometric properties
Data: 2020
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: O conceito de fertility awareness corresponde aos conhecimentos que os sujeitos possuem acerca da fertilidade e dos fatores que a influenciam. Este constructo é particularmente relevante se atendemos a que a falta de conhecimento neste domínio poderá conduzir a escolhas comportamentais e reprodutivas que aumentem a probabilidade de ocorrência de infertilidade. Por sua vez, é de realçar o papel dos profissionais de saúde na promoção da fertility awareness junto da população. Objetivo: Validar uma versão portuguesa do FIT-KS, uma medida de fertility awareness, numa amostra de profissionais de saúde. Método: A amostra foi constituída por 101 profissionais de saúde (93 mulheres e 8 homens), com idades compreendidas entre os 23 e os 62 anos, maioritariamente enfermeiros. Os participantes preencheram um formulário online que integrou um questionário sociodemográfico e profissional, o FIT-KS, o Fertility Awareness (FA), e o General Nutritional Knowledge Questionnaire (GNKQ). Uma subamostra completou o FIT-KS uma segunda vez, quatro semanas depois do primeiro preenchimento. Resultados: A dificuldade média dos itens do FIT-KS foi de 0,61. O cálculo do coeficiente de Kuder-Richardson para escalas dicotómicas evidenciou um valor de 0,33. Verificou-se uma correlação moderada estatisticamente significativa entre o FIT e o FA e a ausência de correlação significativa entre o FIT e o GNKQ. A estabilidade temporal do FIT-KS revelou um valor de 0,74. Para o score total do FIT-KS foi encontrado um valor da mediana de 19 (52% de respostas corretas). A percentagem de profissionais de saúde que responderam corretamente a um item variou entre 14,9% e 100%. O FIT-KS não se mostrou associado às variáveis idade, anos de escolaridade e tempo de serviço dos profissionais. Conclusão: O FIT-KS facilita a identificação de conhecimentos específicos acerca da fertilidade natural e dos tratamentos de infertilidade, o que pode ser útil para a definição de medidas promotoras do conhecimento nesta área. Particularmente no caso dos profissionais de saúde, tal pode concretizar-se na revisão dos currículos e na realização de formação contínua. / Introduction: The concept of fertility awareness corresponds to the knowledge about fertility and the factors that influence it. This construct is particularly relevant because a lack of knowledge in this field, may lead to behaviors and reproductive choices that increase the likelihood of occurring infertility. Moreover, the role of health professionals in promoting fertility awareness among the population is pertinent. Objective: To validate a Portuguese version of the FIT-KS, a measure of fertility awareness, in a sample of health professionals. Method: The sample consisted of 101 health professionals (93 women and 8 men), aged between 23 and 62 years old, mostly nurses. Participants completed an online form that included a sociodemographic and professional questionnaire, the FIT-KS, the Fertility Awareness (FA), and the General Nutritional Knowledge Questionnaire (GNKQ). A subsample completed the FIT-KS a second time, four weeks after the first filling. Results: The mean difficulty of the FIT-KS items was 0.61. The calculation of the Kuder-Richardson coefficient for dichotomous scales showed a value of 0.33. There was a moderate statistically significant correlation between the FIT-KS and the FA and the absence of a significant correlation between the FIT-KS and the GNKQ. The test-retest reliability of the FIT-KS revealed a value of 0.74. For the total FIT-KS score, a median value of 19 was found (52% of correct answers). The percentage of health professionals who responded correctly to an item varied between 14.9% and 100%. The FIT-KS was not associated with age, years of education and length of service of the professionals. Conclusion: The FIT-KS enables the identification of specific knowledge about natural fertility and infertility treatments, which can be useful for the definition of knowledge-promoting measures in this area. Particularly in the case of health professionals, this can take the form of revising curriculums and carrying out continuous training.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1226
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese mestrado_Soraia Silva.pdfDocumento principal930.94 kBAdobe PDFVer/Abrir
ANEXOS.pdfAnexos612.68 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.