-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/393
Título: Solidão e Depressão: um contributo para a sua compreensão
Autores: Godinho, Marisa Alexandra Fernandes
Macedo, Esmeralda (Orientadora)
Palavras-chave: Depressão - Depression
Solidão - Loneliness
Idade - Age
Sexo - Sex
Data: 2013
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: A solidão e a depressão são constructos que durante um longo período de tempo, chegando mesmo aos dias de hoje, são vistos pela maioria dos teóricos e investigadores como consequência um do outro, mesmo perante as várias definições e estudos que têm vindo a surgir que evidenciam uma possibilidade contrária. Objetivo: A presente investigação debruçou-se sobre o estudo da depressão e da solidão. Com este estudo e tendo como base uma amostra de 106 indivíduos com idade igual ou superior a 43 anos e identificados com depressão, após aplicação da Escala de Depressão Geriátrica (GDS), pretendeu-se perceber de que forma a solidão se relaciona com a depressão. Para verificar os valores de solidão foi aplicada a Escala de Solidão (UCLA). Foram também analisados os valores da solidão em relação com as variáveis idade e sexo. Resultados: Os resultados deste estudo indicam a presença de uma elevada percentagem de indivíduos (76,4%) com índices de solidão, sendo que 23,6% não apresentam valores significativos de solidão. Estes resultados apontam a possibilidade do construto de solidão ser uma entidade independente da depressão. Os resultados mostram também que os valores mais elevados de solidão são encontrados na faixa etária 65 –75 anos e que não existem diferenças significativas entre sexos. Conclusão: Pensamos que desta forma, este estudo poderá contribuir para um maior interesse na investigação sobre o conceito de solidão, separado de depressão, tal como já identificado pela North American Nursing Diagnosis Association – NANDA. / Introduction: loneliness and depression are constructs that over a long period of time, and even to this day, are seen by most theorists and researchers as a result of each other, even before the various definitions and studies have emerged that show a contrary possibility . Objective: This research focused on the study of depression and loneliness. With this study and based on a sample of 106 individuals aged above 43 years and identified with depression, after application of the Geriatric Depression Scale ( GDS ), we sought to understand how loneliness relates to depression . To check the values of loneliness was applied to Loneliness Scale (UCLA). We also analised the relation of loneliness with age and sex. Results: The results of this study indicate the presence of a high percentage of individuals ( 76,4 % ) with values of loneliness, while 23,6 % of them , identified as depressed, do not exhibit significant values of loneliness. These results indicate the possibility of the construct of loneliness be an entity independent of depression. The results also show that higher levels of loneliness are found in the age group 65-75 years, and that there are no significant differences between sexes. Conclusion: We think that in this way, this study may contribute to an increased interest in research on the concept of loneliness, depression separately, as already identified by the North American Nursing Diagnosis Association – NANDA.
URI: http://dspace.ismt.pt/xmlui/handle/123456789/393
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ficheiro_temporario.pdf2.33 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.