-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/396
Título: Avaliação da Qualidade de Vida em Pacientes com VIH/SIDA em Luanda - Angola: sua relação com estratégias coping, suporte social e adesão terapêutica
Autores: Quinta, Matilde de Jesus Furtado Paulo
Pocinho, Margarida (Orientadora)
Palavras-chave: Qualidade de vida - Quality of life
Estratégias coping - Copying strategies
Suporte social - Social support
Adesão terapêutica - Adherence to therapy
VIH/SIDA - HIV/AIDS
Data: 2013
Editora: ISMT
Resumo: O Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e a Síndrome de Imunodeficiência Adquirida (SIDA), que no início chegou a ser considerado um fenómeno remetido a determinados grupos sociais de risco e que por sinal até eram vistos com a margem por referência ao padrão social tido como “normal”, tornou-se no início dos anos oitenta uma doença transversal a todas as sociedades, grupos e perfis sociodemográficos. Os detentores de conhecimento acerca do fenómeno e dos estudos que têm sido publicados são, em Angola, escassos por isso se fez essa incursão aprofundada a esse assunto neste trabalho. Trata-se de um estudo transversal. Para além deste trabalho teórico recolhemos, na unidade de saúde de referência para o diagnóstico e acompanhamento de pessoas com VIH e SIDA, em Luanda-Angola, uma amostra de 227 pacientes com diagnóstico de Infecção VIH e SIDA em acompanhamento no Hospital Esperança, e com prescrição anti-retroviral desde 2004, que nos permitisse a validação de um instrumento de qualidade de vida, já que este era o principal objectivo do estudo. Foi utilizada a Escala Torga da Avaliação da Qualidade de Vida (ETAQV), a Escala de Suporte Social (SSQ), A Escala das Estratégias de coping (Brief cope) e a Medida de Adesão ao Tratamento (MAT). A ETAQV apresenta um valor que remete para uma elevada confiabilidade da escala (α=0,89). As subescalas também apresentam bons índices de fidedignidade: Saúde percebida (SP) apresenta um α=0,87, Satisfação com a vida (SV) α=0,82 e Situação económica percebida (SEP) α=0,75, mantendo todos os itens e factores originais, revelando-se, assim, um instrumento útil para a avaliação da qualidade de vida em pessoas com VIH e SIDA em Angola. No presente estudo concluímos que existe correlação entre Qualidade de Vida e suporte social e entre adesão e estratégias de coping. Concluímos que não existe correlação entre Qualidade de vida e adesão ao tratamento, duração nem severidade com o tratamento nos pacientes com VIH e SIDA em Luanda-Angola. / The Human Immunodeficiency Virus (HIV) and Acquired Immunodeficiency Syndrome (AIDS), at the beginning was considered a phenomenon referred to certain social groups of risk, incidentally were seen even with the margin by reference to the social pattern had become as “normal” in the early eighties a disease across all to all societies, groups and demographic profiles. The holders of knowledge about the phenomenon of the studies that have been published in Angola, scarce therefore if made this foray into the depth that matter in this work. This is a crosssectional study. In addition to this theoretical work we collected, at the health unit of reference for the diagnosis and monitoring of people with HIV and AIDS in Luanda-Angola. A sample of 227 patients with a positive diagnosis of HIV infection and AIDS in follow-up at the Hospital Esperança, prescripted since 2004 anti-retroviral therapy, wich allow us to the validation of a quality of life instrument, since this was the main objective of the present study. It was used a Scale Torga the Assessment of Quality of Life (ETAQV), the Scale of Social Support (SSQ), The Scale of coping Strategies (Brief cope) and the Measure of Adherence to Treatment (MAT). The ETAQV presents a value that refers to a high degree of reliability of the scale (alpha=0.89). The subscales also exhibit good levels of reliability: perceived Health (SP) presents an α=0.87, Satisfaction with life (SV) α=0.82 and economic Situation perceived (SEP) α=0.75, keeping all the items and factors originals, revealing himself, thus, a useful tool for the assessment of quality of life in people with HIV and AIDS in Angola. In the present, study we concluded that there is a correlation between Quality of Life and social support and between accession and coping strategies. We concluded that there is no correlation between Quality of life and adherence to treatment, duration or severity with treatment in patients with HIV and AIDS in Luanda-Angola.
URI: http://dspace.ismt.pt/xmlui/handle/123456789/396
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ficheiro_temporario.pdf2.33 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.