Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/412
Título: Homo e Heterossexuais: o papel das memórias de vergonha, das memórias precoces de calor e segurança, e qualidade de vinculação ao pai, à mãe e ao par amoroso
Autores: Sepodes, Carlos Alberto Martins Marques
Matos, Marcela (Orientadora)
Palavras-chave: Memórias de vergonha - Shame memories
Memória traumática - Traumatic memory
Memórias de calor - Memories of warmth
Vinculação - Attachment
Homossexuais - Homosexuals
Heterossexuais - Heterosexuals
Data: 2014
Editora: ISMT
Resumo: As experiências precoces de vergonha, na infância e adolescência, cujas memórias assumem características traumáticas, e de centralidade para a identidade, estão associadas a maior propensão para a vergonha e psicopatologia na adultez. O presente estudo visou clarificar o impacto das características traumáticas e da centralidade, das memórias de vergonha, e das memórias precoces de calor e segurança, na qualidade de vinculação aos pais e ao par amoroso, apreciando a orientação sexual. Nesse sentido, 123 sujeitos, homossexuais masculinos (N = 53) e heterossexuais masculinos e femininos (N = 70), completaram a bateria de questionários de autorresposta, para avaliar as caraterísticas traumáticas e a centralidade das memórias de vergonha, as memórias precoces de calor e segurança, a qualidade de vinculação ao pai, à mãe e ao par amoroso, recolhidos a partir de amostra de conveniência não aleatória da população geral. Os resultados mostram que os homossexuais, comparativamente com os heterossexuais, apresentam níveis mais elevados de caraterísticas traumáticas e de centralidade para a identidade, das memórias de vergonha, a par de níveis inferiores de memórias precoces positivas. As caraterísticas traumáticas e de centralidade, das memórias de vergonha, surgem associadas, com intensidade tendencialmente superior nos homossexuais, à restrição da aquisição de autonomia, conferida pelo pai, à sua desvalorização e à ansiedade de separação materna. O vínculo inseguro, aos progenitores, perpetua-se à adultez e ao par amoroso. Relativamente aos heterossexuais, apurámos que o laço emocional e a ansiedade de separação e dependência, paterna e materna, surgem associados a maior confiança e menor evitamento, respetivamente, ao par amoroso. Paralelamente, a ansiedade de separação e dependência materna surge, ainda, associada a maior dependência daquela figura. Este estudo conclui que as experiências precoces de vergonha, na infância e adolescência, podem funcionar como memórias com caraterísticas traumáticas e autobiográficas, constituir marcos de referência centrais no que concerne à identidade e história de vida, sobretudo em homossexuais, com atribuição de significado a outras experiências de vida, nomeadamente no que respeita à vinculação ao par romântico. / Early experiences of shame, in childhood and adolescence, whose memories assume traumatic characteristics, and centrality to identity, are associated with greater propensity to shame and psychopathology in adulthood. The present study aimed to clarify the impact of traumatic features and centrality to identity of shame memories, and of early memories of warmth and safety, on quality of attachment to parents and the loving couple`s bond, considering sexual orientation. Accordingly, 123 subjects, male homosexuals (N = 53) and male and female (N = 70) heterosexuals, completed the battery of self-report questionnaires, to assess trauma characteristics and centrality of shame memories, early memories of warmth and safeness, quality of attachment to the father, mother and loving couple, collected from a non-random convenience sample from general population. The results point that homosexual men, compared with heterosexuals, show higher levels of traumatic characteristics and centrality to identity of shame memories, along with lower levels of early positive memories. Traumatic characteristics and centrality of shame memories arise associated, tendentiously with higher intensity in homosexuals, to restriction of autonomy`s acquisition, conferred by the father, his devaluation and maternal separation anxiety. The unsecured bond, to parents, perpetuates into adulthood and loving couple. Regarding heterosexuals, we found that emotional bond and separation anxiety and dependency, paternal and maternal, arise associated with greater confidence, and less avoidance, respectively, to the loving couple. Further, separation anxiety and mother`s dependency also appears associated with greater dependency to that figure. This study concludes that early experiences of shame, in childhood and adolescence, might function as memories with traumatic and autobiographical characteristics, produce landmarks of central reference regarding identity and life`s history, particularly in homosexual, with attribution of meaning to other life experiences, particularly in the linking to the romantic couple.
URI: http://dspace.ismt.pt/xmlui/handle/123456789/412
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
CARLOS SEPODES DISSERTAÇÃO DE MESTRADO SEM ANEXOS.pdfDocumento principal543.19 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir
CARLOS SEPODES ANEXOS DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO.pdfAnexos195.76 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.