Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/474
Título: Manejo do Setting Terapêutico e Sentimentos Contratransferenciais
Autores: Ferreira, Jéssica Carina Pinto Martinho
Palavras-chave: Setting terapêutico
Data: 2016
Editora: ISMT
Resumo: Com este estudo pretende-se avaliar a interação entre os sentimentos contratransferenciais e o estilo de manejo do setting terapêutico entre os clínicos participantes no estudo e proceder à análise comparativa dos sentimentos contratransferenciais dos terapeutas em relação a pacientes em psicoterapia individual, em função do estilo de manejo do setting pelo terapeuta e das características pessoais dos pacientes em processo de tratamento. A amostra presente nesta investigação é constituída por um total de 47 psicoterapeutas. O trabalho de campo do estudo teve a duração de 6 meses e recorreu ao método de resposta a formulário online que foi enviado a clínicos previamente contactados para a participação no estudo. A resposta às questões que integram cada um dos instrumentos psicométricos (Feeling Checklist (FC), na sua versão portuguesa traduzida, a primeira versão da Escala de Setting Terapêutico (EST) e do Clinical Data Form(CDF)), referem-se, sempre, à relação terapêutica com um paciente particular selecionado pelo clínico participante no estudo. No primeiro objetivo na análise à associação entre o manejo do setting terapêutico e a contratransferência, verifica-se que apenas existe uma relação significativa entre a estratégia relacional e o fator positivo caloroso/a. Em relação ao segundo objetivo, na averiguação à relação e associação entre o manejo do setting terapêutico e as características pessoais dos pacientes referenciados pelos psicoterapeutas respondentes, foram consideradas individualmente as seguintes variáveis: idade; género; habilitações literárias; e estado civil. Nos objetivos quanto maior for o valor da estratégia relacional, maior é também a contratransferência pelo fator positivo caloroso/a, como também existem diferenças nas dimensões com outras variáveis como a faixa etária e as habilitações literárias dos pacientes. É de maior importância salientar que o tipo de patologia do paciente não influência a escolha de qualquer uma das dimensões, seja ela a estratégia relacional ou a conduta terapeutica. Contudo, este estudo na minha opinião contribui para o autoconhecimento dos terapeutas, tem como consequência uma melhor compreensão da população-alvo e avanço na integração de conceitos psicanalíticos na prática clínica. / It is intended, then, with this study was to evaluate the interaction between countertransference feelings and the therapeutic management setting style between clinicians participating in the study and undertake a comparative analysis of the countertransference feelings of therapists compared to patients in individual psychotherapy, in management function of setting style by the therapist, and the personal characteristics of the patients in the treatment process. This research sample consists of a total of 47 psychotherapists, where 14 are men (31.1%) and 31 are women (68.9%). The study's field work lasted six months and appealed to the response method online form that was sent to clinical previously contacted for participation in the study. The answer to the questions within each one of psychometric instruments (Feeling Checklist (FC), in its Portuguese language version, the first version of the Therapeutic Setting Scale (EST) and the Clinical Data Registration Questionnaire (CDF)), refer if ever, the therapeutic relationship with a particular patient selected by the participant in the clinical study. In the first objective in analyzing the association between the management of the therapeutic setting and countertransference, it turns out that there is only one significant relationship between relational strategy and the warm positive factor / a (r = .398, p .05 ˂) (Field, 2013; Howell, 2006; Maroco, 2007). On the second goal, when investigating the relationship between the association and management of the therapeutic setting and the personal characteristics of patients referred by psychotherapists respondents were individually considered the following variables: age; gender; literary abilities; and marital status. In the goals I came across the greater the value of relational strategy, the greater is also the counter for the warm positive factor / a, as there are also differences in the dimensions with other variables such as age and education level of patients . It is important to note that bathing suits the type of pathology of the patient does not influence the choice of any one dimension, be it relational strategy or therapeutic conduct. However, this study in my opinion contributes to self therapists, results in a better understanding of the target population and advances in the integration of psychoanalytic concepts in clinical practice.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/474
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
tese final final final final.pdf.pdf
  Until 2050-04-18
510.67 kBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy
Anexos pdf.pdf
  Until 2050-04-18
860.27 kBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.