-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/797
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorMendes, Sara-
dc.contributor.authorCunha, Marina-
dc.contributor.authorXavier, Ana-
dc.contributor.authorCouto, Margarida-
dc.contributor.authorGalhardo, Ana-
dc.date.accessioned2018-01-29T11:27:31Z-
dc.date.available2018-01-29T11:27:31Z-
dc.date.issued2015-09-
dc.identifier.citationMendes, S., Cunha, M., Xavier, A., Couto, M., & Galhardo, A. (2015). Validação do Youth Quality of Life Instrument (YQOL-R) para a população Portuguesa [Validation of the Youth Quality of Life Instrument for Portuguese Population]. Revista Portuguesa de Investigação Comportamental e Social (Portuguese Journal of Behavioral and Social Research), 1, 58-68.doi: http://dx.doi.org/10.7342/ismt.rpics.2015.1.2.24pt_PT
dc.identifier.issn2183-4938-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/797-
dc.description.abstractObjetivo: É incontornável o estatuto que o conceito de qualidade de vida assume hoje na prática e políticas de saúde pública. Na infância e adolescência é ainda escassa a investigação, tornando-se crucial o desenvolvimento de instrumentos de qualidade vida relacionada com a saúde validados para esta população. O presente trabalho tem como objetivo fundamental analisar as qualidades psicométricas e validar a versão portuguesa do Youth Quality of Life (YQOL-R). Métodos: A amostra é constituída por 507 adolescentes, com idades compreendidas entre os 12 e os 19 anos (M = 15,74; DP = 1,62), a frequentar o 3.º ciclo do ensino básico e ensino secundário de escolas públicas do ensino regular. Para além do citado instrumento a validar, os jovens preencheram também, para a análise da validade convergente e divergente, o Kidscreen-27 e a Escala da Depressão, Ansiedade e Stresse (EADS-21). Resultados: O YQOL-R apresenta uma estrutura fatorial de quatro fatores, semelhantes à versão original americana (individual, relações sociais, ambiente e qualidade de vida em geral). Possui uma boa consistência interna e uma adequada estabilidade temporal. Mostrou correlações significativas e no sentido esperado com as variáveis em estudo. Foram igualmente encontradas diferenças entre sexos em relação à qualidade de vida, sendo os rapazes a reportarem em média níveis mais elevados de perceção da qualidade de vida, comparativamente às raparigas. Conclusões: Futuros estudos devem ser realizados em amostras clínicas para confirmação dos dados. Não obstante esta limitação, o presente estudo contribuiu para a disponibilização de um novo instrumento para avaliação da qualidade de vida em crianças e adolescentes, o qual evidenciou boas propriedade psicométricas, apoiando, assim empiricamente, a sua utilização nas práticas de saúde e investigação em amostras da comunidade. / Introduction: Quality of Life (QoL) plays a remarkable role in practice and public health policy. However, research on QoL among children and adolescents is still scarce and it seems crucial to develop and validate assessment tools for measuring health-related QoL. Objectives: The current study aims to analyse the psychometric properties and validate the Portuguese version of the Youth Quality of Life Instrument. In addition, the convergent and divergent validities are examined with related constructs. Methods: Participants were 507 adolescents, with ages between 12 and 19 years old (M = 15.74, SD = 1.62), attending middle and high schools. Together with YQOL-R, participants also filled out the Kidscreen-27 and the Depression Anxiety and Stress Scales (DASS-21). Results: The Portuguese version of YQOL-R showed a four-factor structure (dimensions: Self, Relationships, Environment, General Quality of Life), similar to the original version. This instrument also revealed a good internal reliability and adequate temporal stability. YQOL-R showed positive correlations with health-related quality of life and negative associations with depression, anxiety and stress symptoms. There were significant gender differences regarding quality of life, with boys reporting higher levels of perceived quality of life than girls. Conclusions: Future studies should be conducted to ensure these findings among clinical samples or physical conditions. Nevertheless, this study contributes to the set of available instruments for the assessment of QoL among children and adolescents, suggesting that the YQOL-R may be a useful tool for research and health practices in community samples.pt_PT
dc.language.isootherpt_PT
dc.publisherDepartamento de Investigação & Desenvolvimentopt_PT
dc.subjectQualidade de vida relacionada com a saúde - Quality of life related to healthpt_PT
dc.subjectCrianças - Childrenpt_PT
dc.subjectAdolescentes - Adolescentspt_PT
dc.subjectYQOL-­R - YQOL-­Rpt_PT
dc.subjectEstudo instrumental - Instrumental studypt_PT
dc.titleValidação do Youth Quality of Life Instrument (YQOL-R) para a População Portuguesapt_PT
dc.title.alternativeValidation of the Youth Quality of Life Instrument for Portuguese Populationpt_PT
dc.typeArticlept_PT
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
24-106-1-PB.pdf331.37 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.