-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/801
Título: Porquê Não Mudam as Famílias? Narrativas de Terapias Familiares de Insucesso
Autores: Sequeira, Joana
Alarcão, Madalena
Palavras-chave: Narrative
Family therapy
Change
Therapeutic failure
Data: 2013
Citação: Sequeira, Joana; Alarcão, Madalena. 2013. Porquê não mudam as famílias? Narrativas de terapias familiares de insucesso. Temas em Psicologia 21(1), 203-219. doi:10.9788/TP2013.1-15
Resumo: A terapia familiar sistêmica de enfoque narrativo procura promover a mudança terapêutica através da perturbação das histórias dominantes sobre o problema e da construção de novas histórias para signifi car os eventos de vida. O objetivo deste estudo consistiu em compreender os aspetos que bloqueiam a mudança narrativa, partindo de uma metodologia de estudo de caso. Para o efeito, foram analisados 2 processos completos de terapia familiar, considerados insucessos por clientes e terapeutas. Foram visualizadas e intensivamente analisadas 16 sessões terapêuticas, através do Sistema de Avaliação da Mudança Narrativa (SAMN). Os resultados mostram que: (a) as narrativas permanecem estáticas, centradas no presente ou no passado, com total ausência de perspectiva de futuro; (b) a família explica as suas difi culdades ou problemas com base em relações diretas de causa-efeito (causalidade linear); (c) a emergência de singularidades e de refl exividade narrativa é pontual, incapaz de perturbar a narrativa dominante e de ser amplifi cada pelo sistema terapêutico. Com base num modelo de organização da narrativa em três níveis lógicos distintos, as autoras discutem os resultados obtidos realçando a necessidade de identifi car e trabalhar o nível em que a narrativa está bloqueada para potenciar a mudança terapêutica ou de 2ª ordem. || Systemic narrative family therapy promotes change through disruption of the dominant stories about the problem and construction of new stories to signify life events. The aim of this study was to understand the aspects that block the narrative change. In this case study we analyzed two concluded family therapies, considered failures by clients and therapists. Sixteen family therapy sessions were intensively viewed and analyzed through the Assessment System of Narrative Change (SAMN). The results showed that: (a) the narratives remain static, centered in the present or in the past, with total absence of future perspectives, (b) the families explain their problems based on direct relations between causes and effects (linear causality) and (c) the emergence of singularities and narrative refl exivity are punctual and unable to disrupt the dominant narrative and to be amplifi ed by therapeutic system. Based on a model of narrative organization into three distinct logical levels, the authors discuss the results of this study highlighting the need to identify and work on the level where the narrative is blocked to enhance therapeutic change or 2nd order change.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/801
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Porque não mudam as famílias? cópia - cópia.pdf468.86 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.