Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1119
Título: O Papel de Processos Relacionados com a Regulação Emocional e da Vergonha Associada à Doença Crónica nos Sintomas de Depressão, Ansiedade e Stress de Pessoas com Doença Celíaca
Outros títulos: The Role of Emotion Regulation Related Processes and Chronic Illness-related Shame in Depression, Anxiety and Stress Symptoms of People Facing Coeliac Diseas
Autores: Fernandes, Melanie
Galhardo, Ana
Massano-Cardoso, Ilda
Palavras-chave: Doença celíaca, Regulação emocional, Sintomas psicopatológicos, Vergonha associada à doença crónica
Data: 30-mai-2020
Editora: Departamento de Investigação & Desenvolvimento
Citação: Fernandes, M., Galhardo, A., & Massano-Cardoso, I. (2020). O papel de processos relacionados com a regulação emocional e da vergonha associada à doença crónica nos sintomas de depressão, ansiedade e stress de pessoas com doença celíaca. Revista Portuguesa De Investigação Comportamental E Social, 6(1), 1–18. https://doi.org/10.31211/rpics.2020.6.1.162
Relatório da Série N.º: 1;
Resumo: Objetivo: O presente estudo, de carácter exploratório, teve como principal objetivo examinar o papel preditor de processos relacionados com a regulação emocional (fusão cognitiva, evitamento experiencial, autocompaixão e autojulgamento) e da vergonha associada à doença nos sintomas psicopatológicos de depressão, ansiedade e stress em pacientes com diagnóstico de doença celíaca. Método: Através de uma associação de pacientes, foram recrutados 67 sujeitos com diagnóstico de doença celíaca autorreportado, os quais completaram online um questionário sociodemográfico e clínico e um conjunto de instrumentos de autorresposta, mais precisamente as Escalas de Ansiedade, Depressão e Stress – 21 (EADS-21), o Cognitive Fusion Questionnaire – Chronic Illness (CFQ-CI), o Acceptance and Action Questionnaire-II (AAQ-II), a Self-Compassion Scale (SCS), e a Chronic Illness-related Shame Scale (CISS). O papel mediador dos processos relacionados com a regulação emocional e da vergonha associada à doença crónica foi analisado através do cálculo de regressões lineares múltiplas hierárquicas. Resultados: O índice compósito de autojulgamento (autocriticismo, isolamento e sobreidentificação) revelou-se como o único preditor significativo dos sintomas de depressão, ansiedade e stress em pessoas com doença celíaca. Conclusões: Nas intervenções psicológicas dirigidas a pacientes com doença celíaca a avaliação e integração do autojulgamento enquanto processo de regulação emocional poderá ser relevante para a obtenção de ganhos terapêuticos no que se refere aos sintomas emocionais negativos de depressão, ansiedade e stress.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1119
ISSN: 2183-4938
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
162-Texto Artigo-1417-6-10-20200525.pdf541.73 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.