Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1373
Título: Understanding the omnivore, vegetarian, vegan,and paleo dietary patterns: How they differ in disordered eating indicators
Outros títulos: Compreendendo diferentes padrões alimentares —Omnívoro, vegetariano, vegano e paleo: Diferenças em indicadores de perturbação alimentar
Autores: Coimbra, Maria
Ferreira, Cláudia
Palavras-chave: Padrão alimentar - Dietary pattern
Comportamentos alimentares perturbados - Disordered eating behaviours
Comportamentos de compulsão alimentar - Binge eating behaviours
Comportamentos ortoréticos - Orthorexic behaviours
Dieta paleo - Paleo diet
Estudo transversal descritivo - Descriptive cross-sectional study
Data: 31-mai-2021
Editora: ISMT
Citação: Coimbra, M., & Ferreira, C. (2021). Compreendendo diferentes padrões alimentares — omnívoro, vegetariano, vegano e paleo: diferenças em indicadores de perturbação alimentar. Revista Portuguesa De Investigação Comportamental E Social, 7(1), 41–51. https://doi.org/10.31211/rpics.2021.7.1.205
Relatório da Série N.º: 4;
Resumo: Background and Objective: Disordered eating behaviours are a spectrum of maladaptive eating behaviours that affect a substantial proportion of today's society, having been studied regarding their relationship with different dietary patterns. The present study aimed to better characterise the omnivore, vegan, vegetarian and palaeolithic (paleo) dietary patterns and explore dietary pattern's differences regarding disordered eating indicators, sociodemographic data, the motive of choice of dietary pattern and perception of health value. Method: All data were collected online, comprising a sample of 447 [omnivores (n= 281), vegetarians (n= 61), vegans (n= 50) and paleo (n= 55)] women from the general Portuguese population. Results: Results revealed that the dietary patterns differed regarding motive of choice (omnivores: "Family habit"; vegetarians and vegans: "Ethical/Moral"; paleo: "Weight/Shape control") and on the self-assessed health value of their dietary pattern, with the vegan and paleo diets reporting the highest values. Finally, the groups differed significantly regarding disordered eating, binge eating, and orthorexic behaviours, with the paleo group generally presenting the highest values. Conclusions: This study highlights the importance of exploring the individual's dietary pattern, including motive of choice, in the field of eating psychopathology, with an emphasis on the paleo diet as a risk factor. This means that prevention and intervention clinical guidelines should be developed for individuals with this dietary pattern. / Contexto e Objetivo: Comportamentos alimentares perturbados são um espectro de comportamentos alimentares inadequados que afetam uma proporção substancial da sociedade atual, tendo sido estudados quanto à sua relação com diferentes padrões alimentares. O presente estudo teve como objetivo caracterizar melhor os padrões alimentares omnívoro, vegano, vegetariano e paleolítico (paleo), explorando as diferenças entre estes padrões alimentares relativamente aos indicadores de perturbação alimentar, dados sociodemográficos, motivo de escolha de padrão alimentar e perceção de nível de saúde. Métodos: Todos os dados foram recolhidos online, compreendendo uma amostra de 447 [onívoros (n= 281), vegetarianos (n= 61), veganos (n= 50) e paleo (n= 55)] mulheres da população geral portuguesa. Resultados: Os resultados revelaram que os padrões alimentares diferiram quanto ao motivo de escolha (omnívoros: “Hábito familiar”; vegetarianos e veganos: “Ético / Moral”; paleo: “Controle de peso / forma”) e quanto ao nível de saúde autoavaliado do seu padrão alimentar, com as dietas vegana e paleo revelando os valores mais elevados. Por fim, os grupos diferiram significativamente em relação aos comportamentos alimentares perturbados, de compulsão alimentar e ortoréticos, com o grupo paleo apresentando os valores mais elevados, na generalidade. Conclusões: Este estudo destaca a importância de explorar o padrão alimentar do indivíduo, incluindo o motivo de escolha, no campo da psicopatologia alimentar, colocando ênfase na dieta paleo enquanto fator de risco. Isso significa que diretrizes clínicas de prevenção e intervenção devem ser desenvolvidas para indivíduos com este padrão alimentar.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1373
ISSN: 2183-4938
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
205-Texto Artigo-1835-1-10-20210531.pdfDocumento511.65 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.