Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/263
Título: Representações Sociais da Cannabis no Concelho de Góis
Autores: Garcia, Cristina Enes
Farate, Carlos (Orientador)
Palavras-chave: Cannabis - Cannabis
Representação social - Social representation
Espaço rural - Rural space
Góis - Góis
Data: 2009
Editora: ISMT
Resumo: A cannabis permanece como a substância ilícita mais consumida no mundo. Defendida por uns e “diabolizada” por outros, constitui uma das substâncias psicoactivas mais polémicas. Alguns autores destacaram já, a importância do estudo das representações sociais das substâncias psicoactivas. No entanto, desconhecem-se investigações que abordem a representação social desta substância num espaço rural. São objectivos deste estudo: 1) conhecer as representações sociais da cannabis no que diz respeito à substância, ao consumidor e ao contexto da utilização, 2) identificar as diferenças existentes entre utilizadores e não utilizadores desta substância da amostra em estudo. Para concretizar estes objectivos, foi realizado um estudo qualitativo que recorreu a uma dupla abordagem etno-metodológica e fenomenológica. Foram realizadas 30 entrevistas a indivíduos residentes nas duas maiores freguesias do concelho de Góis que, depois de transcritas, foram objecto de análise de conteúdo. No espaço rural considerado, a cannabis é maioritariamente representada como uma “droga”, indutora de uma sensação de mal-estar e causadora de dependência. Para os participantes o utilizador é percebido como detentor de características de personalidade negativas, que o induzem ao consumo. Relativamente ao eixo espacial, o espaço rural, e mais especificamente o concelho de Góis é representado como local de consumo e de produção da cannabis herbácea. Há uma distinção clara entre a representação social dos participantes que não utilizam a substância e os que utilizam. O último grupo representa-a como uma “droga leve”, e mostra-se esclarecido sobre as possíveis consequências da sua utilização. Neste grupo é ainda evidente a valorização da cannabis herbácea, em detrimento dos seus derivados. /
Cannabis is nowadays the most consumed illegal substance in the world. Endorsed by some and criticized by others, its use keeps on being a rather controversial issue. Several authors highlight the importance of studying the social representation of this psychoactive substance. However, to this day there aren’t to our knowledge any studies on this subject conducted in rural communities. This study has a double goal: 1) to understand the social representation of cannabis focusing in 3 categories of analysis - substance, user and context of use; 2) to identify the differences between the users and non users of the studied sample To achieve such goals, a qualitative research with a double phenomenological and ethnomethodological design was undertaken. Semi-structured interviews were applied to 30 participants from Góis selected for the study. After the content analyses carried out on the material, data revealed that cannabis is mainly represented as a “drug” causing dependence. Among the participants, the user is perceived as someone with negative personality characteristics that cause him the urge to use the substance. In what concerns the spatial dimension, the rural space and more specifically Góis, is mainly represented as a place of production and use of the herbaceous form of cannabis. There is also a clear distinction of the social representation between users and non users of cannabis in this community. In fact, the former group sees cannabis as a “soft drug” further considering that they are well aware of the consequences of its use. Also among the subjects of this group there is a distinctive appraisal of the herbaceous form of cannabis, relative to its end products.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/263
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese - páginas nao numeradas.pdfNão paginado58.79 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir
Tese.pdfDocumento principal309.13 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.