-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/519
Título: Relação entre sintomas depressivos, regulação emocional, absentismo escolar, rendimento escolar e saúde física na adolescência.
Autores: Brites, Andreia Regina Rodrigues
Cunha, Marina (Orientadora)
Palavras-chave: Regulação emocional - Emotional regulation
Sintomas depressivos - Depressive symptoms
Absentismo escolar - School absenteeism
Saúde física - Physical health
Rendimento escolar - School performance
Adolescentes - Adolescents
Data: 2016
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: A depressão é apontada como a quarta causa mundial de incapacidade da população geral e ocupa o segundo lugar na faixa etária compreendida entre os 15 e os 44 anos. A organização Mundial da Saúde prevê que em 2020 a depressão será a segunda causa de incapacidade. À semelhança da população adulta, a depressão é uma das perturbações mais prevalentes entre os adolescentes.O uso de estratégias de regulação emocional consideradas mal adaptativas tem sido identificado como um grande fator de risco para a depressão.A capacidade de regulação emocional está associada à saúde mental, permitindo manter o equilíbrio interno do sujeito. Verifica-se que os adolescentes depressivos apresentam dificuldades para pensar e para se concentrarem, o que pode consistir num baixo rendimento escolar e num elevado número de faltas às aulas.Tal como nos adultos, prevê-se que exista também nos adolescentes uma combinação entre saúde física e saúde mental.O objetivo deste estudo consiste em verificar a relação existente entre sintomas depressivos, regulação emocional, absentismo escolar, rendimento escolar e saúde física na população de adolescentes. Metodologia: A amostra desta investigação é composta por 545 adolescentes (211 rapazes e 334 raparigas). Para além do questionário sociodemográfico para obtenção de informação relacionada com a escola e a saúde física, foram também utilizadas medidas de auto-resposta para aceder à sintomatologia depressiva (CDI) e às estratégias cognitivas de regulação emocional (CERQ). Resultados: Os resultados obtidos revelaram uma associação significativa entre a sintomatologia depressiva, a perceção do rendimento escolar e absentismo escolar. Não foi encontrada qualquer associação entre os sintomas depressivos e a saúde física. No que respeita à regulação emocional, verificou-se que os sintomas depressivos apresentavam uma correlação negativa com as estratégias adaptativas de regulação emocional, e uma correlação positiva alta com as estratégiasmal adaptativas. Conclusão: Os resultados desta investigação evidenciam a importância de serem promovidas estratégias de regulação emocional eficazes entre os adolescentes. / Introduction: Depression is considered the world's fourth largest cause of disability in the general population and ranks second in the age group between 15 and 44 years. The World Health Organization predicts that by 2020 depression will be the second leading cause of disability. Like the adult population, depression is one of the most prevalent disorders among adolescents. The use of emotional regulation strategies considered maladaptive has been identified as a major risk factor for depression. The ability of emotion regulation is associated with mental health, helping to maintain the internal balance of the subject. It appears that depressed adolescents have difficulty thinking and concentrating, which may be a poor academic performance and a high number of absences to school. As in adults,it is expected that also exists in adolescents a combination of physical and mental health. The aim of this study is to verify the relationship between depressive symptoms, emotional regulation, truancy, school performance and physical health in the adolescent. Methodology: The sample of this research consists of 545 adolescents (211 boys and 334 girls).In addition to the sociodemographic questionnaire to obtain information related to school and physical health were also used self-report measures for access depressive symptoms (CDI) and cognitive strategies of emotional regulation (CERQ). Results: The results revealed a significant association between the variables presence of depressive symptoms, perception of academic performance and school absenteeism. There was no significant association between depressive symptoms and physical health. In the analysis of relationships between variables emotional regulation and depressive symptoms, it turns out that the latter have a low negative correlation with positive strategies for emotional regulation, and a high positive correlation with negative strategies. Conclusion: The results revealed a significant association between depressive symptoms, the perception of academic performance and school absenteeism. We did not find any association between depressive symptoms and physical health. With regard to emotional regulation, it was found that depressive symptoms showed a negative correlation with the adaptive strategies of emotion regulation and a high positive correlation with the maladaptive strategies.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/519
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Andreia Brites.pdf515.94 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.