Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/600
Título: Redes Interorganizacionais: um estudo sobre partilha e utilização do conhecimento em organizações da Rede Associativa Empresarial da Região Centro de Portugal
Autores: Meireles, Andreia Cláudia Seixas
Pais, Leonor Maria Gonçalves Pacheco (Orientadora)
Palavras-chave: Gestão do conhecimento organizacional - Organizational knowledge management
Redes interorganizacionais - Inter-organizational networks
Partilha interorganizacional de conhecimento - Inter-organizational knowledge sharing
Utilização do conhecimento partilhado - Use of shared knowledge
Comprometimento na rede - Network commitment
Capacidade de absorção organizacional - Organizational absorptive capacity
Data: 2015
Editora: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
Citação: https://estudogeral.sib.uc.pt/jspui/handle/10316/29398?mode=simple
Resumo: A presente investigação centra-se no estudo dos processos de partilha interorganizacional de conhecimento e utilização do conhecimento partilhado. Partindo, em termos de sustentação teórica, da abordagem da gestão do conhecimento organizacional e do campo de estudo das redes interorganizacionais, delimitaram-se dois principais objetivos. Por um lado, identificar e caracterizar, em termos estruturais e descritivos, o processo de partilha interorganizacional de conhecimento ativo e existente na rede associativa empresarial da região centro de Portugal. Por outro, apresentar e validar empiricamente um modelo conceptual para o contexto em estudo. Este modelo compreende o impacto do comprometimento na rede (afetivo e instrumental) e da capacidade de absorção organizacional na partilha de conhecimento interorganizacional e na utilização do conhecimento partilhado, assim como o impacto da confiança interorganizacional e da partilha de conhecimento interorganizacional na utilização do conhecimento partilhado. Contempla ainda o efeito do comprometimento na rede (afetivo e instrumental) e da capacidade de absorção organizacional sobre a confiança interorganizacional, assim como os efeitos do comprometimento, da partilha e da utilização de conhecimento sobre o valor instrumental da rede. Em termos metodológicos, enveredou-se por uma perspetiva de investigação quantitativa e de redes sociais, com um desenho de investigação não experimental, de índole transversal. A recolha de dados foi estruturada e operacionalizada através do método do inquérito (survey research), com recurso à técnica do questionário autoadministrado. Neste âmbito, foram desenvolvidos e aplicados os seguintes instrumentos de medida: Questionário de Partilha de Conhecimento Interorganizacional (QPC-I); Questionário de Utilização do Conhecimento Partilhado (QUCP); Questionário de Comprometimento na Rede (QC-R); Questionário de Capacidade de Absorção Organizacional (QCA-O); Questionário de Confiança Interorganizacional (QC-I); e Questionário de Valor Instrumental da Rede (QVI-R). A população-alvo incide sobre o grupo de organizações que compõem a rede associativa empresarial da região centro de Portugal, que integra geograficamente um conjunto de seis distritos (Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu), sendo composta institucionalmente e estruturalmente por três níveis: organismo central diretivo; associações empresariais e empresas associadas. A amostra é constituída por um total de 483 organizações, especificamente um organismo central diretivo, 29 associações empresariais e 453 empresas associadas. Considerando os dois principais objetivos empíricos referidos anteriormente, a análise de redes sociais e a análise de equações estruturais (nomeadamente, análise de trajetórias) constituem os principais métodos de análise de dados utilizados. Atendendo aos resultados obtidos, em termos gerais, a análise de redes sociais permitiu verificar que a rede de partilha de conhecimento se caracteriza por um baixo nível de densidade e de transitividade, bem como por um elevado grau de fragmentação (i.e., baixo grau de conectividade e acessibilidade). A centralização de grau apresenta um valor baixo, contrariamente à centralização de proximidade e de intermediação, que apresentam valores elevados. As medidas subgrupais e individuais permitiram constatar que o organismo central diretivo e as associações empresariais são os membros mais ativos e proeminentes na rede interorganizacional de partilha interorganizacional de conhecimento. Por outro lado, a análise de trajetórias demonstrou que o modelo conceptual hipotetizado apresenta um nível adequado de ajustamento global e local aos dados. Adicionalmente, um conjunto de três hipóteses não foi empiricamente sustentado, especificamente: o efeito do comprometimento afetivo na rede sobre a partilha de conhecimento interorganizacional; o efeito do comprometimento instrumental na rede sobre a confiança interorganizacional; e o efeito da partilha de conhecimento interorganizacional sobre o valor instrumental da rede. O efeito negativo hipotetizado do comprometimento instrumental da rede sobre as variáveis utilização do conhecimento partilhado e valor instrumental da rede não foi igualmente suportado empiricamente, na medida em que assume, ainda que de forma significativa, uma natureza positiva. Verificou-se assim que a partilha de conhecimento interorganizacional é explicada pelo comprometimento instrumental na rede (efeito negativo) e pela capacidade de absorção organizacional (efeito positivo). A utilização do conhecimento partilhado é explicada pela partilha de conhecimento interorganizacional, pelo comprometimento na rede, quer afetivo quer instrumental, pela capacidade de absorção organizacional e pela confiança interorganizacional (efeitos positivos). A confiança interorganizacional é explicada pelo comprometimento afetivo na rede e pela capacidade de absorção organizacional (efeitos positivos). O valor instrumental da rede é explicado pela utilização do conhecimento partilhado e pelo comprometimento afetivo e instrumental na rede (efeitos positivos). Os resultados obtidos são depois discutidos considerando a literatura revista, as hipóteses de investigação e os resultados esperados. Conclui-se com a apresentação de um conjunto de implicações teóricas, empíricas e práticas, assim como dos principais contributos da presente investigação, das suas limitações e de sugestões para estudos futuros. / This research is focused on the study of the processes of inter-organizational knowledge sharing and use of shared knowledge. Based on the knowledge management approach, and on the field of study about inter-organizational networks, two main goals are defined. Firstly, this research aims to identify and characterize, in structural and descriptive terms, the existing process of inter-organizational knowledge sharing in the business network of the central region of Portugal. Secondly, it presents and empirically validates a conceptual model for the context under study. This model includes the impact of network commitment (affective and instrumental) and organizational absorptive capacity on the inter-organizational knowledge sharing and use of shared knowledge, as well as the impact of inter-organizational trust and inter-organizational knowledge sharing on the use of shared knowledge. It also considers the effect of network commitment (affective and instrumental) and organizational absorptive capacity on the interorganizational trust, as well as the effects of network commitment, inter-organizational knowledge sharing and use of shared knowledge on the network instrumental value. Regarding the research methodology, it was used a perspective of quantitative and of social networks nature, with a non-experimental and cross-sectional research design. Data collection was structured and implemented through the survey method (survey research), using the technique of self-administered questionnaire. In this context, the following measuring instruments were developed and applied: Interorganizational Knowledge Sharing Questionnaire (Questionário de Partilha de Conhecimento Interorganizacional - QPC-I); Use of Shared Knowledge Questionnaire (Questionário de Utilização do Conhecimento Partilhado - QUCP); Network Commitment Questionnaire (Questionário de Comprometimento na Rede - QC-R); Organizational Absorptive Capacity Questionnaire (Questionário de Capacidade de Absorção Organizacional - QCA-O); Inter-organizational Trust Questionnaire (Questionário de Confiança Interorganizacional - QC-I); and Network Instrumental Value Questionnaire (Questionário de Valor Instrumental da Rede - QVI-R). The target population is the group of organizations that made up the business network of the central region of Portugal, which geographically includes a set of six districts (Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria and Viseu), composed institutionally and structurally by three levels: central governing entity; business associations and associated companies. The sample is made up of a total of 483 organizations; specifically a central governing entity, 29 business associations and 453 associated companies. Considering the two main empirical goals mentioned above, social network analysis and structural equations analysis (namely, path analysis) were the main data analysis methods used. Given the obtained results, in general terms, social network analysis has shown that the knowledge sharing network is characterized by a low level of density and transitivity, as well as by a high degree of fragmentation (i.e., low level of connectivity and accessibility). The centralization of degree has a low value, unlike the centralization of closeness and betweenness, which have high values. Through subgroup and individual measures, it was possible to verify that the central governing entity and business associations are the most active and prominent members in the inter-organizational network of knowledge sharing. On the other hand, path analysis showed that the hypothesized conceptual model presents an adequate level of fit to the data. Additionally, a set of three hypotheses was not empirically supported, specifically: affective network commitment effect on inter-organizational knowledge sharing; instrumental network commitment effect on inter-organizational trust; and inter-organizational knowledge sharing effect on network instrumental value. The negative hypothesized effect of instrumental network commitment on the use of shared knowledge and network instrumental value was also not supported empirically, inasmuch as it assumes, though significantly, a positive nature. It follows that inter-organizational knowledge sharing is explained by instrumental network commitment (negative effect) and organizational absorptive capacity (positive effect). Use of shared knowledge is explained by inter-organizational knowledge sharing, network commitment, whether affective or instrumental, organizational absorptive capacity and interorganizational trust (positive effects). Inter-organizational trust is explained by affective network commitment and organizational absorptive capacity (positive effects). Network instrumental value is explained by the use of shared knowledge and affective and instrumental network commitment (positive effects). The results are then discussed considering the literature reviewed, research hypotheses and expected results. It concludes with the presentation of a set of theoretical, empirical and practical implications, as well as of the main contributions of this research, its limitations and suggestions for future studies.
Descrição: Tese de doutoramento em Psicologia, na especialidade de Psicologia das Organizações, do Trabalho e dos Recursos Humanos
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/600
Aparece nas colecções:Teses de Doutoramento Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Andreia Meireles.pdf23.1 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.