-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/67
Título: Envelhecimento e funcionamento cognitivo: o papel da escolaridade e profissão
Autores: Espirito-Santo, Helena
Falcão, Daniel
Matreno, Joana
Fermino, Simon
Guadalupe, Sónia
Palavras-chave: envelhecimento
funcionamento cognitivo
escolaridade
Data: 2012
Editora: Livro de Resumos do “I Congresso de Gerontologia Social dos Açores – Problemáticas e desafios. Construção de uma nova realidade”
Resumo: Inquirimos 558 idosos institucionalizados para analisar a influência do nível educacional e da profissão no funcionamento cognitivo global, amnésico, atencional, linguístico e executivo. Os idosos escolarizados pontuaram significativamente mais alto em todas as funções cognitivas. Os idosos com profissões intelectuais tiveram também medias mais altas em todas as funções cognitivas, exceto na atenção e nas funções executivas. Houve diferenças significativas entre idosos com escolaridade-­‐profissões intelectuais, idosos com escolaridade---profissões manuais e idosos sem escolaridade-­‐profissões manuais em todas as funções cognitivas, exceto na atenção. Conclui-­‐se que a escolaridade tem um papel no envelhecimento cognitivo dependente da profissão que a pessoa exerceu ao longo da vida. As profissões que estimulam intelectualmente protegem contra o declínio das funções cognitivas vulneráveis ao envelhecimento cerebral.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/67
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Falcão2012_Envelhecimento e funcionamento cognitivo o papel da escolaridade e profissão.pdf3.62 MBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.