-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/71
Título: O impacto dos sintomas depressivos no défice cognitivo em idosos institucionalizados
Autores: Pena, Inês
Espirito-Santo, Helena
Fermino, Simon
Matreno, Joana
Lemos, Laura
Amaro, Helena
Daniel, Fernanda
Simões, Dulce
Guadalupe, Sónia
Palavras-chave: envelhecimento
institucionalização
depressão
Data: 2012
Editora: AVANCES EN PSICOLOGÍA CLÍNICA
Resumo: Os sintomas depressivos relacionam-se com o défice cognitivo em idosos, mostrando várias investigações que os doentes com sintomas depressivos perdem algumas competências cognitivas, como a sua concentração, atenção, dificuldades de memória, aprendizagem, fluência verbal e funções executivas (Ávila e Bottino, 2006; Chodosh, Reuben, Albert e Karlamangla, 2007; Crocco e Loewenstein, 2010; Gotlib e Joormann, 2010). Os sintomas depressivos e o défice cognitivo constituem risco para a demência (Mariani, Monastero e Mecocci, 2007), mas, pela análise da literatura não fica claro se os sintomas depressivos aumentam o risco para o défice cognitivo (Ganguli, Du, Dodge, Ratcliff e Chang, 2006; Gotlib e Joormann, 2010). Os objetivos do estudo são, assim, avaliar a prevalência dos sintomas depressivos em idosos institucionalizados com e sem défice cognitivo, verificar a relação entre sintomas depressivos e défice cognitivo e o impacto dos sintomas depressivos no défice cognitivo, controlando o potencial papel das variáveis sociodemográficas na análise preditiva.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/71
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Pena2012_O impacto dos sintomas depressivos no défice cognitivo em idosos institucionalizados.pdf449.11 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.