-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/724
Título: Bem-estar Espiritual, Sintomas Depressivos e Ansiosos nos Idosos
Autores: Neves, Mariana Gomes das
Espirito-Santo, Helena (Orientadora)
Garcia, Inês Queiroz (Coorientadora)
Palavras-chave: Bem-estar espiritual - Spiritual well-being
Depressão - Depression
Ansiedade - Anxiety
Idosos - Elderly
Institucionalização - Institutionalization
Regulação emocional - Emotional regulation
Data: 2017
Editora: ISMT
Resumo: Enquadramento: O bem-estar espiritual parece estar relacionado com a saúde mental, apesar dos estudos sobre esta temática serem reduzidos. Alguns estudos mostraram que o bem-estar espiritual pode ajudar a reforçar o funcionamento psicológico do indivíduo, ainda que não seja clara a sua relação com a sintomatologia depressiva e ansiosa. Objetivos: Estudar as propriedades psicométricas do Spiritual Well-Being Questionnaire, estudar o nível de bem-estar espiritual nos idosos institucionalizados, analisar a intensidade dos sintomas depressivos e ansiosos nos idosos institucionalizados, estudar se existe algum efeito das variáveis sociodemográficas sobre o bem-estar espiritual e verificar se o bem-estar espiritual se correlaciona com os sintomas depressivos e ansiosos nos idosos institucionalizados. Método: A amostra é constituída por 101 idosos institucionalizados (33 homens e 68 mulheres), com idades compreendidas entre os 65 e os 96 anos. Todos os participantes foram avaliados através do Spiritual Well-Being Questionnaire, da Geriatric Depression Scale e do Geriatric Anxiety Inventory. Resultados: A análise fatorial evidenciou um modelo a três fatores (ambiental, transcendental e comunitário-pessoal). O Spiritual Well-Being Questionnaire obteve um alfa de Cronbach de 0,81. No total do Spiritual Well-Being Questionnaire, a média foi de 58,78 (DP = 5,98). Na subescala comunitário-pessoal, a média foi de 20,86 (DP = 2,44). Na subescala ambiental, a média foi de 21,36 (DP = 4,59). Por último, na subescala transcendental, a média foi de 22,04 (DP = 3,93). O sexo, o estado civil e a profissão tiveram uma influência estatisticamente significativa nas pontuações do Spiritual Well-Being Questionnaire. Não houve correlação entre as pontuações no Spiritual Well-Being Questionnaire ou suas subescalas com os sintomas depressivos e ansiosos. Observou-se ainda uma relação entre a subescala comunitário-pessoal e os anos de estudo e a existência de uma relação entre a subescala transcendental, o sexo e os anos de estudo. Conclusão: As pontuações no Spiritual Well-Being Questionnaire são indicativas de valores baixos. A institucionalização e a cultura terão um papel importante neste valor. O bem-estar espiritual não se correlaciona com os sintomas depressivos e ansiosos nos idosos institucionalizados, pelo que não parece fazer sentido a intervenção terapêutica nos sintomas depressivos e ansiosos com o objetivo de melhorar o bem-estar espiritual nos idosos institucionalizados ou vice-versa. / Background: Spiritual well-being seems to be related to mental health, although studies on this subject are scarce. Some studies have shown that spiritual well-being can help to reinforce the individual's psychological functioning, although the relationship with depressive and anxious symptoms is unclear. Objectives: Spiritual well-being seems to be related to mental health, although studies on this subject are reduced. Some studies have shown that spiritual well-being can help reinforce the individual's psychological functioning, as well as appear to play a major role in relieving depressive symptoms. However, according to some studies, the connection between spiritual well-being and depression is unclear. Spiritual well-being does not seem to relate to anxious symptoms. Method: The sample consists of 101 institutionalized elderlies (33 men and 68 women), aged between 65 and 96 years. All participants were assessed using the Spiritual Well-Being Questionnaire, the Geriatric Depression Scale, and the Geriatric Anxiety Inventory. Results: The factorial analysis showed a three-factor model (environmental, transcendental and community-personal). The Spiritual Well-Being Questionnaire obtained a Cronbach alpha of 0.81. In the Spiritual Well-Being Questionnaire total, the mean was 58.78 (SD = 5.98). In the community-personal subscale, the mean was 20.86 (SD = 2.44). In the environmental subscale, the mean was 21.36 (SD = 4.59). Finally, in the transcendental subscale, the mean was 22.04 (SD = 3.93). Sex, marital status, and profession had a statistically significant influence on the scores of the Spiritual Well-Being Questionnaire. There was no correlation between scores on the Spiritual Well-Being Questionnaire or its subscales with depressive and anxious symptoms. It was also observed a relation between the community-personal subscale and years of study and the existence of a relation between the transcendental subscale, sex and years of study. Conclusion: Scores in the Spiritual Well-Being Questionnaire are indicative of low levels of spiritual well-being. Institutionalization and culture will play an important role in this value. Spiritual well-being does not correlate with depressive and anxious symptoms in the institutionalized elderly, so therapeutic intervention does not seem to make sense in depressive and anxious symptoms with the aim of improving the spiritual well-being in the institutionalized elderly or vice versa.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/724
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE FINAL.pdf439.08 kBAdobe PDFVer/Abrir
Apêndices.pdf663.11 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.