-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/799
Título: As Superstições e os Rituais no Desporto. Comportamentos Normais ou Obsessivo-Compulsivos?
Autores: Cid, Luís
Sequeira, Joana
Vitorino, Anabela
Monteiro, Diogo
Couto, Nuno
Motão, João
Palavras-chave: Superstitions
Rituals
Sport
Obsessive-compulsive behavior
Data: 2014
Editora: Sociedad Iberoamericana de Psicologia del Deporte
Citação: Cid, L., Sequeira, J., Vitorino, A., Moutão, J., Couto, N., & Monteiro, D. (2014). As Superstições e os Rituais no Desporto. Comportamentos Normais ou Obsessivo-Compulsivos? Avances de la Psicologia del Deporte en Iberoamérica, 3(1), 34-48.
Resumo: Resumo: Do ponto de vista psicológico, os rituais e as superstições podem ser caracterizados como comportamentos irracionais próprios de indivíduos obsessivos, o que conduz a uma visão psicopatológica da questão. Se considerarmos que as pessoas com este tipo de comportamento têm consciência de que as suas ações são irracionais e se sentem incapazes de parar os pensamentos e impulsos, podemos estar perante uma ideia obsessiva que conduz à realização de um ato de anulação que se denomina de compulsivo (ritual repetitivo, através do qual o sujeito pretende libertar-se, ainda que de forma temporária, da ansiedade que a obsessão lhe provoca). No contexto do desporto, esta conceptualização tem algo que nos obriga a refletir, sobretudo quando conhecemos e observamos, os comportamentos de atletas que acreditam ferozmente na relação causal entre essas atitudes irracionais e o bom resultado ou sorte, a ponto de não poderem prescindir deles, sob pena de começarem já derrotados na sua prestação desportiva. Nesta perspetiva, mesmo sabendo que é bastante difícil estabelecer uma barreira, bem definida, entre o normal e o patológico, levantamos a questão que motiva a presente reflexão: será que as práticas ritualizadas e supersticiosas no desporto podem ser classificadas de comportamentos normais dos atletas? || In a psychological approach, the rituals and the superstitions could be irrational behaviors of obsessive-compulsive individuals, what leads us to the field of psychopathology. If we consider that the people with this kind of behavior are aware that its actions are irrational, but they are incapable to stop it thoughts and impulses, we could be in the field of obsessive ideas that leads to the accomplishment of an annulment act called by compulsion (repetitive ritual to free from the anxiety caused by the obsession). In sport domain, this conception has something that forces us to reflect about athletes behaviors, because they strongly believe in a relationship between those irrational behaviors and sport result or good luck. This believes are so strong that they could not live without them. In this perspetive, and knowing that is quite difficult to establish a barrier well defined between the normal and the pathological, we asked the question that motivated this work: can we classify the rituals and superstitious actions of normal behaviors?
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/799
Aparece nas colecções:Publicações Científicas Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Cid, Sequeira, Vitorino, Monteiro, Couto, Moutão (2014).pdf319.78 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.