-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/822
Título: Comprometimento e Virtuosidade Organizacionais, Psicopatologia e Autocompaixão no Corpo de Guarda Prisional
Autores: Rama, Ana Cristina dos Santos
Simões, Sónia (Orientadora)
Palavras-chave: Comprometimento organizacional - Organizational commitment
Virtuosidade organizacional - Organizational virtuosity
Sintomatologia psicopatológica - Psychopathological symptomatology
Autocompaixão - Self-compassion
Guardas prisionais - Prison guards
Data: 2017
Editora: ISMT
Resumo: Os guardas prisionais são sujeitos a pressões psicológicas pelo tipo de trabalho que efetuam, pela carga horária extensiva e pela diversidade de perturbações psicológicas a que estão sujeitos. Este estudo torna-se pertinente em função da existência de poucos estudos sobre a relação entre comprometimento e virtuosidade organizacionais, autocompaixão e psicopatologia em guardas prisionais. Objetivos: Os objetivos principais deste estudo são: 1) Perceber as associações entre a virtuosidade organizacional, o comprometimento organizacional, a autocompaixão e a sintomatologia psicopatológica em guardas prisionais; 2) Estudar os níveis de sintomatologia psicopatológica presente na amostra de guardas prisionais estudados; 3) Saber se existem diferenças na autocompaixão, no comprometimento organizacional, na virtuosidade organizacional e na presença de sintomatologia psicopatológica dependendo do sexo, idade, habilitações literárias e anos de serviço dos guardas prisionais. Metodologia: A amostra é composta por 133 profissionais do Corpo de Guarda Prisional, 114 do sexo masculino (85,7%) e 19 do sexo feminino (14,3%). Os profissionais preencheram um Questionário Sociodemográfico, o Questionário de Comprometimento Organizacional, o Questionário de Virtuosidade Organizacional a Escala de Autocompaixão e o Inventário de Sintomas Psicopatológicos. Resultados: À medida que o comprometimento (total, afetivo e normativo) aumenta, a virtuosidade (total e dimensões confiança, compaixão, integridade, perdão e otimismo) aumenta paralelamente. Tanto o comprometimento organizacional calculativo como a condição humana da SELFCS aumentam em função da idade e do número de anos de serviço. Os indivíduos sentem maior isolamento quanto mais habilitações literárias têm. Não há diferenças estatisticamente significativas na virtuosidade organizacional. Por fim, este estudo evidencia a presença de perturbação psicopatológica nesta população (IGS do BSI = 1,95), sendo as mulheres a reportar mais sintomatologia depressiva e os guardas com menos habilitações literárias a terem níveis mais elevados de psicoticismo. Discussão: É essencial pensar na intervenção e no acompanhamento psicológico dos guardas prisionais, para diminuição da sintomatologia psicológica. Também o uso a abordagem da psicologia positiva, aliada ao mindfulness, podem ser uma mais valia na intervenção psicológica com estes profissionais. / Prison guards are subject to psychological pressure due to the type of their work, the extensive amount of working hours and the diversity of psychological disturbances they are exposed to. This study is more significant considering the existence of only a few studies about the relationship between organizational virtuosity and commitment, selfcompassion and psychopathology in prison guards. Objectives: The main objectives of this study are: 1) To understand the associations between organizational virtuosity, organizational commitment, self-compassion and the symptomatology of the psychopathology in prison guards; 2) To study the levels of the symptomatology of the psychopathology present in the sample of prison guards in the study; 3) To know whether there are differences regarding the self-compassion, the organizational commitment, the organizational virtuosity and the presence of the symptomatology of the psychopathology according to the gender, age, education and number of work years of the prison guards. Methodology: The study sample is made up of 133 prison guards belonging to the Corpo de Guarda Prisional; 114 males (85,7%) and 19 females (14,3%). The prison guards filled in a Sociodemographic Questionnaire, the Organizational Virtuosity Questionnaire, the Self-Compassion Scale and the Psychopathology Inventory. Results: Commitment (total, affective and normative) rises parallel at the same rate virtuosity (total within the dimensions of trust, compassion, integrity, forgiveness and optimism) rises. Both the calculative organizational commitment and the SELFCS human condition rise according to age and the number of work years. Individuals feel the more isolated the higher their education is. There are no differences which can be statistically considered significant regarding the organizational virtuosity. Finally, this study brings forth the presence of psychopathological disturbances within this population (IGS/BSI = 1,95), with female individuals showing more depressive symptomatology and the guards with less education showing higher levels of psychoticism. Argument: It is essential to think of the intervention and of the psychological monitoring of the prison guards in order to diminish the psychological symptomatology. Also the use of the positive psychological approach together with mindfulness can become an advantage in the psychological intervention for the prison guards.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/822
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Ana Cristina Rama Dissertação para imprimir.pdf1.15 MBAdobe PDFVer/Abrir    Request a copy
Anexos-e-Apêndices.pdf2.26 MBAdobe PDFVer/Abrir    Request a copy


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.