-
Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/832
Título: Toxicodependência: vinculação e psicopatologia
Autores: Pinto, Cátia Sofia Guedes
Macedo, Esmeralda (Orientadora)
Palavras-chave: Toxicodependência - Drug addiction
Sintomas psicopatológicos - Psychopathological symptoms
Vinculação - Attachment
Data: 2017
Editora: ISMT
Resumo: Vários estudos realizados nos últimos anos no contexto da toxicodependência e da vinculação, apontam para uma relação significativa entre as mesmas. A questão da qualidade vinculação ou dos vínculos afetivos, parece estar diretamente ligada aos fatores de proteção e de risco para a toxicodependência e outras patologias. O presente estudo, embora de caráter exploratório, tem o objetivo investigar as relações de vinculação e sintomas psicopatológicos em indivíduos com dependências de substâncias psicoativas ilícitas. Neste sentido, esta investigação do tipo empírico quantitativo, do tipo transversal, foi realizada com a colaboração de 33 participantes. Para atingir o objetivo acima descrito foram utilizados três instrumentos: o questionário sociodemográfico, a Escala de Vinculação do Adulto (EVA) e o Iventário de Sintomas Psicopatológicos (Brief Symptom Inventory – BSI), todos instrumentos de autorresposta. Em relação às hipóteses experimentais de investigação, apenas uma foi aceite, H1: Existe relação entre a trajetória de consumo e a vinculação. Em relação a esta hipótese os resultados do modelo de análise demostram que a vinculação tem uma relação mais forte com os consumos ao longo da vida do que com os consumos iniciais ou os primeiros consumos dos participantes, sendo que se destacaram nesta análise, os consumos de drogas sintéticas (LSD, ecstasy, anfetaminas e tranquilizantes). Não se verificou uma correlação significativa entre a vinculação e os sintomas psicopatológicos no contexto da toxicodependência, mas verificou-se uma forte relação entre a vinculação e os as substâncias psicoativas consumidas ao longo da vida, o que pode servir de base para um estudo mais elaborado, com mais recurso e mais extenso. Estes resultados, apesar de serem pouco representativos, permitem a exploração de aspetos que podem ser importantes a nível da prevenção, tratamento e investigação na temática da vinculação e psicopatologia e consumo de substâncias, principalmente a nível dos consumos, à base de drogas “recreativas” (como o LSD, o ecstasy e as anfetaminas), que atualmente são cada vez mais frequentes, pois é um dado adquirido que a qualidade da vinculação na infância e posteriormente, na idade adulta, se relaciona com o consumo de substâncias ao longo da vida. / Several studies carried out in recent years in the context of drug dependence and attachment point to a significant relation between them. The question of quality of attachment or affective bonds appears to be directly connected to the protective and risk factors for drug dependence and other pathologies. The present study, although of an exploratory nature, has the objective to investigate the relationships of attachment and psychopathological symptoms in individuals with dependencies of illicit psychoactive substances. In this sense, this research of the quantitative empirical type, of the transversal type, was carried out with the collaboration of 33 participants. To reach the objective described above, three instruments were used: The sociodemographic questionnaire, the Escala de Vinculação do Adulto (EVA) and the Inventário de Sintomas Psicopatológicos (BSI), all self-answering instruments. In relation to the experimental hypotheses of investigation, only one was accepted, H1: There is a relation between the consumption trajectory and attachment. About this hypothesis, the results of the analysis model show that the linkage has a stronger relation with the consumptions over the life than with the initial consumptions or the first consumptions of the participants, being that the consumption of synthetic drugs (LSD, ecstasy, amphetamines and tranquillizers) was highlighted in this analysis. There was no significant correlation between linkage and psychopathological symptoms in the context of drug addiction, but there was a strong link between addiction and psychoactive substances consumed throughout life, which can serve as the basis for a more elaborate, more resourceful and more extensive study. These results, although not very representative, allow the exploration of aspects that may be important in terms of prevention, treatment and research on the topic of attachment and psychopathology and substance use, especially in the context of "recreational" drug use (such as LSD, ecstasy and amphetamines), which are becoming increasingly frequent, since it is accepted that the quality of attachment in childhood and later in adulthood is related to substance use throughout life.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/832
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Catia Pinto 2017.pdf923.81 kBAdobe PDFVer/Abrir    Request a copy
Anexos tese Cátia Pinto.pdf932.75 kBAdobe PDFVer/Abrir    Request a copy


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.