Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/858
Título: Imagem Corporal Masculina, Impulso para a Muscularidade, Estados de Humor e Mecanismos de Autorregulação Emocional em Praticantes de Exercício Físico
Autores: Rebelo, Maria Luísa Lameiras
Simões, Sónia (Orientadora)
Marques, Mariana (Coorientadora)
Palavras-chave: Imagem corporal masculina - Male body image
Estados de humor - States of humor
Impulso para a muscularidade - Drive for muscularity
Mecanismos de auto-regulação emocional - Mechanisms of emotional self-regulation
Data: 2018
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: A preocupação excessiva com a imagem corporal nos homens pode desencadear diversas perturbações, como a Dismorfia Muscular. Poucos estudos exploram a associação entre a imagem corporal masculina e variáveis como o impulso para a muscularidade, estados de humor e mecanismos de autorregulação emocional. São, então, objetivos deste estudo: estudar a imagem corporal masculina e os mecanismos de autorregulação emocional em praticantes de exercício físico, nomeadamente, explorar associações e diferenças entre o impulso para a muscularidade, a aceitação da imagem corporal, a comparação social da aparência física, o autocriticismo e os estados de humor; explorar as diferenças em função da satisfação com a imagem corporal, dos cuidados especiais com a alimentação, da existência de problemas alimentares na infância e adolescência e da idade dos sujeitos. Metodologia: 56 homens praticantes de exercício físico com idades entre os 20 e os 63 anos (M=37,02; DP=9,31) preencheram um questionário sociodemográfico, a Escala das Formas do Autocriticismo e Autotranquilização, a Escala de Aceitação e Ação da Imagem Corporal, a Escala de Comparação Social da Aparência Física, a Escala de Impulso para a Muscularidade e o Perfil dos Estados de Humor. Resultados: À medida que aumentou o eu inadequado do autocriticismo aumentou o nível de perturbação de humor, assim como a inflexibilidade psicológica em relação à imagem corporal, enquanto o aumento do eu-tranquilizador associou-se positivamente ao vigor-atividade. A flexibilidade da imagem corporal diminuiu com o aumento das atitudes focadas na muscularidade. A comparação com colegas associou-se positivamente ao eu tranquilizador e ao vigor-atividade. Os homens que não estão satisfeitos com a imagem corporal revelaram maior perturbação do humor comparativamente aos que estão satisfeitos. Quem não tem cuidados especiais com a alimentação evidenciou mais perturbação do humor e mais impulso para a muscularidade. Já quem mostrou mais cuidados com a alimentação e mais problemas com o peso em criança/adolescente apresentou maior inflexibilidade com a imagem corporal. Discussão: É necessário investir em pesquisas futuras sobre o tema, que conduzam a um aprofundamento de conhecimentos sobre as variáveis associadas, a uma maior compreensão desta realidade e à intervenção terapêutica. Assim, é fundamental delinear medidas preventivas, de avaliação e de intervenção psicológica, junto de populações vulneráveis, nomeadamente em contextos desportivos. / Introduction: Excessive preoccupation with body image in men can trigger a variety of disorders, such as Muscular Dysmorphia. Few studies explore the association between male body image and variables such as drive for muscularity, mood states and mechanisms of emotional self-regulation. The objectives of this study are: to study male body image and mechanisms of emotional self-regulation in physical exercise practitioners, specifically to explore associations and differences between drive for muscularity, body image acceptance, social comparison of physical appearance, selfcriticism and states of humor; to explore differences in function of the satisfaction with body image, the special diets , the existence of eating disorders in childhood or adolescence and the age of the subjects. Methodology: 56 men who practiced physical exercise between the ages of 20 and 63 (M = 37.02, SD = 9.31) filled in a Sociodemographic Questionnaire, the Forms of Self Criticizing and Reassuring Scale, the Body Image-Acceptance and Action Questionnaire, the Social Comparison through Physical Appearance Scale, the Drive for Muscularity Scale and the Profile of Mood States. Results: As the inadequate self of self-criticism increased, the level of mood disturbance increased, as did the psychological inflexibility with respect to body image, while the increase of the self-reassurer was positively associated with vigor-activity. The flexibility of body image decreased with increasing attitudes focused on muscularity. A comparison with colleagues was positively associated with self reassuring and with vigor-activity. Men who are not satisfied with a body image have shown more mood disturbance compared to those who are satisfied. Those who do not have special attention with diet have shown more mood disturbance and more drive for muscularity. Already, who have shown more care with a diet and more problems with the weight in child / adolescent presented greater inflexibility with the body image Discussion: It is necessary to invest in future research on the subject, leading to a deepening of knowledge about the associated variables, a greater understanding of this reality and therapeutic intervention. It is essential to outline preventive measures, assessment and psychological intervention, with vulnerable populations, especially in sports contexts.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/858
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Dissertação.pdf647.44 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir
anexos e apendices.pdf3.07 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.