Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/873
Título: Perceção Materna do Funcionamento Familiar, Tipo de Família e Estilos Educativos Parentais em Crianças e Adolescentes
Autores: Gonçalves, Helena Filipa Mendes
Simões, Sónia (Orientadora)
Palavras-chave: Funcionamento familiar - Family functioning
Tipo de família - Family type
Estilos educativos parentais - Parental rearing styles
Dificuldades na infância e adolescência - Difficulties in childhood and adolescence
Comportamento pró-social - Pro-social behavior
Data: 2018
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: A família é entendida como o primeiro ambiente de socialização e aprendizagem do ser humano. Contudo, a importância dada a este constructo relativamente ao comportamento infantil contrasta com as investigações realizadas sob o tema, que são escassas. Objetivos: 1) Estudar as associações entre o funcionamento familiar, estilos educativos parentais e capacidades e dificuldades das crianças e adolescentes; 2) Examinar as diferenças no funcionamento familiar e nas capacidades e dificuldades das crianças e adolescentes em função dos estilos educativos parentais; 3) Analisar as diferenças em função de variáveis sociodemográficas (tipo de família, posição na fratria, idade e sexo, habilitações dos pais e rendimentos familiares); 4) Verificar se a amostra regista diferenças em função do tipo de preenchimento do protocolo (em papel ou online). Metodologia: Participaram 202 mães (M = 40,02 anos; DP = 5,54 anos; Min.-Max. = 26 - 60 anos) às quais foi pedido que respondessem ao protocolo do estudo constituído por: Questionário Sociodemográfico; Authorotive Parenting Index (API); Systemic Clinical Outcome Routine Evaluation (SCORE-15) e Strenghts and Difficulties Questionaire (SDQ). Resultados: Observam-se associações negativas na aceitação parental (API) com a disfuncionalidade familiar, comunicação e dificuldades familiares (SCORE - 15) e no comportamento pró-social do SDQ com a disfuncionalidade e dificuldades familiares (SCORE-15). O estilo parental que mais contribui para um pior funcionamento familiar e dificuldades nos filhos é o estilo autoritário e o estilo democrático contribui para um melhor funcionamento familiar e habilidades sociais nos filhos. Os pais com habilitações académicas e nível socioeconómico baixos possuem um maior nível de disfuncionalidade e dificuldades familiares. As diferenças em função do tipo de família, idade e sexo dos filhos e quanto ao tipo de preenchimento do protocolo são pouco significativas. Discussão: Confirma-se a relevância dos estilos educativos parentais na vida familiar e comportamento dos filhos, assim como a importância de algumas variáveis familiares nas dificuldades e capacidades das crianças e adolescentes. Os resultados constituem uma mais-valia para o estado da arte em Portugal e para o apoio à elaboração de programas focados na parentalidade e relações familiares. / Introduction: Family is identified as the first environment of socialization and learning of the human being. However, the importance given to this construct in relation to child behavior contrasts with the investigations carried out under the theme, which are scarce. Objectives: 1) Study the associations between family functioning, parenting styles and strenghts and difficulties in children; 2) Examine the differences in family functioning and strenghts and difficulties of children and adolescents according the parenting styles; 3) Analyze the differences according to sociodemographic variables (family type, position in fratria, age and sex, parents' qualifications and family income); 4) Check if the sample registers differences according to the type of filling of the protocol (on paper or online). Methodology: Participated 202 mothers (M = 40,02; SD = 5,54; Min.-Max. = 26-60) who were asked to respond to the protocol of this study, that consists of: Sociodemographic Questionnaire; o Authorotive Parenting Index (API); the Systemic Clinical Outcome Routine Evaluation (SCORE-15) and the Strenghts and Difficulty Questionnaire (SDQ). Results: Negative associations were found between parental aceptance (API) and family dysfunction, communication and family difficulties (SCORE-15), and also between pro-social behavior (SDQ), dysfunctionality and family difficulties (SCORE15). The parental style that most contributes to a worse family functioning and difficulties in children is the authoritarian style and the democratic style contributes to a better family functioning and social skills in children. Parents with low academic and socioeconomic backgrounds have a higher level of dysfunctionality and family difficulties. The differences according to the type of family, age and sex of the children and the type of filling of the protocol are insignificant. Discussion: The relevance of parental rearing styles in family life and children behavior is confirmed, as well as the importance of some family variables in children and adolescents difficulties and strenghts. The results are an asset to the state of the art in Portugal and to support the development of programs focused on parenting and family relationships.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/873
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese_Helena_IPL_dissertacao.pdf805.58 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir
Tese_Helena_IPL_Anexos_apendices.pdf388.67 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.