Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/875
Título: Bem-Estar Psicológico em Mulheres Inférteis e Férteis: vida sem vidas
Autores: Urbano, Filipa Cisneiro
Marques, Mariana (Orientadora)
Palavras-chave: Infertilidade - Infertility
Bem-estar psicológico - Psychological well-being
Mulheres - Women
Data: 2018
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: São escassos os estudos, nacionais e internacionais, que comparam mulheres com diagnóstico médico de infertilidade (inférteis) e mulheres gestantes (férteis) em termos de sintomas ansiosos, depressivos, afeto negativo e positivo, stresse, satisfação conjugal e, particularmente, sono. Assim, os objetivos deste trabalho foram: comparar os níveis de sintomas ansiosos, depressivos, afeto negativo e positivo, stresse, satisfação conjugal e sono entre mulheres inférteis e mulheres férteis; e explorar associações entre a situação de (in)fertilidade e diferentes variáveis sociodemográficas, clínicas e de saúde. Métodos: Duas amostras (129 mulheres inférteis; idades = 25-45 anos; M = 34,99; DP = 4,45; e 58 mulheres férteis; idades = 24-39 anos; M = 32,08; DP = 3,87) consentiram responder a um protocolo composto pelo questionário sociodemográfico e sobre questões clínicas e de saúde, Perfil de Estados de Humor-30 (POMS-30), Escalas de Ansiedade Depressão e Stress-21 (EADS-21), Escala de Avaliação da Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC) e Índice de Gravidade de Insónia (IGI). Resultados: As mulheres inférteis apresentaram níveis maiores de depressão do que as férteis. Quanto ao afeto positivo, as mulheres inférteis apresentaram níveis menores do que as férteis. Em todas as dimensões de satisfação conjugal, as mulheres inférteis apresentaram menor pontuação do que as férteis. As mulheres inférteis apresentaram maior pontuação total de insónia do que as férteis. Não houve diferenças significativas em termos de ansiedade e stresse entre mulheres inférteis e férteis. Discussão: Este estudo parece mostrar que a situação de infertilidade se associa à diminuição do bem-estar psicológico das mulheres, nomeadamente ao nível dos sintomas ansiosos e depressivos, do afeto negativo e positivo, do stresse, da satisfação conjugal e do sono. Estes resultados são importantes dada a escassez de estudos conjugando as áreas da (in)fertilidade e do sono, o qual deverá ser tido em consideração, a par com as outras variáveis, na intervenção psicológica com mulheres inférteis. / Introduction: There are few, national and international, studies comparing women with medical diagnosis of infertility (infertile) and pregnant women (fertile) in terms of anxiety and depressive symptoms, negative and positive affect, stress, marital satisfaction and, in particular, sleep. So, the goals of this study were: to compare levels of anxiety, depression, negative and positive affect, stress, marital satisfaction and sleep between infertile women and fertile women; and to explore associations between the (in)fertility situation and different sociodemographic, clinical and health variables. Methods: Two samples (129 infertile women; ages = 25-45 years old; M = 34,99; SD = 4,45; and 58 fertile women; ages = 24-39 years old; M = 32,08; SD = 3,87) agreed to respond to a protocol composed by the sociodemographic questionnaire and clinical and health issues, Profile of Mood States-30 (POMS-30), Depression Anxiety Stress Scales-21 (DASS-21), Escala de Avaliação da Satisfação em Áreas da Vida Conjugal (EASAVIC) and Insomnia Severity Index (ISI). Results: Infertile women presented higher levels of depression than fertile women. As for positive affect, infertile women presented lower levels than fertile women. In all dimensions of marital satisfaction, infertile women had lower scores than fertile women. Infertile women had higher overall insomnia scores than fertile women. There were no significant differences in terms of anxiety and stress between infertile and fertile women. Discussion: This study seems to show that the infertility issue is associated with the decrease of women’s psychological well-being, mainly on levels of anxious and depressive symptoms, negative and positive affect, stress, marital satisfaction and sleep. These results are important given the paucity of studies combining the (in)fertility and sleep areas, which should be considered, along with the other variables, in the psychological intervention with infertile women.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/875
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Final.pdf1.02 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir
Folha de Rosto.pdf420.14 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir
Apêndices_.pdf1.59 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.