Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt:8080/jspui/handle/123456789/936
Título: Questionário de Aceitação e Ação para Abuso de Substâncias: desenvolvimento da versão portuguesa, estudo exploratório da estrutura fatorial e propriedades psicométricas
Autores: Sequeira, Frederico António Jones Ferraz
Galhardo, Ana (Orientadora)
Palavras-chave: Inflexibilidade psicológica - Psychological inflexibility
Abuso de substâncias - Substance abuse
Análise fatorial exploratória - Exploratory factor analyze
Propriedades psicométricas - Psychometric properties
Data: 2018
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: A inflexibilidade psicológica pode ser entendida como um conceito que traduz dificuldades em estar em contacto com o momento presente e rigidez de pensamento, tendo como característica o evitamento experiencial de acontecimentos privados como sentimentos, pensamentos ou sensações corporais. Por conseguinte, tende a levar a um funcionamento cognitivo em “piloto automático” que se expressa numa falta de flexibilidade, originando uma consequente inadequação comportamental face às exigências do meio interno e externo. Este constructo tem sido alvo de interesse clinico e de investigação. Neste âmbito, foi desenvolvido o Acceptance and Action Questionaire for Substance Abuse, que se revelou uma medida válida e fidedigna de avaliação da inflexibilidade psicológica neste tipo de psicopatologias. Objetivos: Este trabalho teve o propósito de desenvolver uma versão portuguesa do Acceptance and Action Questionaire for Substance Abuse (AAQ-SA-PT). Esta foi analisada em termos da sua estrutura fatorial e propriedades psicométricas numa amostra de sujeitos com historial de dependência de substâncias. Método: A uma amostra de 71 homens e 19 mulheres, todos eles utentes da Equipa Terapêutica de Coimbra, a realizar terapia de substituição opiácea foi administrado um questionário sociodemográfico e os seguintes instrumentos de autorresposta: o AAQ-SAPT, o Acceptance and Action Questionaire-II (AAQ-II), e as Escalas de Ansiedade, Depressão, e Stress 21 (EADS-21). Resultados: A análise dos itens do AAQ-SA-PT apontou para a existência de três itens com fragilidade psicométrica, tendo esta sido igualmente verificada através dos resultados da analise fatorial exploratória. No que diz respeito à consistência interna, foi avaliada através do alfa de Cronbach tendo sido obtido um valor de .93. O AAQ-SA-PT apresentou ainda uma correlação positiva alta com o AAQ-II (r= .91; p<.001), correlação positiva com os sintomas emocionais negativos de depressão (r= .64;p<.001) e com os sintomas emocionais negativos de ansiedade (r= .29;p<.001) e de stress (r= .43;p<.001). Discussão: O presente estudo revela ser uma contribuição importante, uma vez que possibilita a disponibilidade de um novo instrumento de autorresposta em língua portuguesa, que demonstra ser válido e fidedigno, tendo a capacidade de ser utilizado, tanto em contexto clínico, como de investigação. / Introduction: Psychological inflexibility can be understood as the absence of ability to be in touch with the present moment and rigidity of thought, having as characteristic the experiential avoidance of private events as feelings, thoughts and corporal sensations. And therefore leads to a cognitive functioning in "auto-pilot" which translates into a lack of flexibility, causing a consequent behavioral inadequacy face to the requirements of the internal and external means. This construct has been objective of interest in clinical practice and investigation. To this extent, it was developed the.Acceptance and Action Questionaire for Substance Abuse. If so, a valid and reliable measure of assessment of psychological inflexibility in this type of psychopathology. Objectives: This work had the objective of developing a portuguese version of the Acceptance and Action Questionaire for Substance Abuse (AAQ-SA-PT), through the exploration of its factorial structure, as well as of its psychometric properties in a sample of subjects with a history of substance abuse. Method: A sample of 71 men and 19 women, all of them users of Coimbra Therapeutic Team, conducting or having conducted opioid replacement therapy was administered a demographic questionnaire and the following auto-response instruments: AAQ-SA-PT, Acceptance and Action Questionaire-II (AAQ-II) and, Depression Anxiety and Stress Scale 21 (DASS – 21). Results: The analysis of the items of AAQ-SA-PT pointed to the existence of three items with psychometric weakness, This was also verified by exploratory factor analysis results. Regarding the internal consistency, was assessed by Cronbach's Alpha's having been obtained a value of .93. The AAQ-SA-PT provided a high positive correlation with the AAQ-II (r= .91; p=<.001), positive correlation with negative emotional symptoms of depression (r =. 64; p <. 001) and of anxiety (r= .29;p<.001) and stress (r= .43;p<.001). Discussion: The present study reveals to be an important contribution, once it makes possible the readiness of a new auto-response instrument in portuguese language, that demonstrates to be valid and trustworthy, having the capacity of being used, so much in clinical context, as of investigation.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/936
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Folharosto,resumo e apêndices(CD).pdf578.73 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir
ProjetoDissertação(CD).pdf618.97 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.