Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/969
Título: A Relação entre a Personalidade e o Comprometimento Organizacional nos Colaboradores de uma Indústria Metalúrgica
Autores: Freixo, Rodrigo Francisco
Lemos, Laura (Orientadora)
Sousa, Andrea (Coorientadora)
Palavras-chave: Personalidade - Personality
Traços de personalidade - Personality traits
Comprometimento organizacional - Organizational commitment
Data: 2019
Editora: ISMT
Resumo: Introdução. A literatura sugeriu a existência de uma relação entre a personalidade e o comprometimento organizacional. Objetivo. O objetivo primordial desta investigação foi caracterizar a amostra em termos sociodemográficos, aferiu-se se a personalidade e o comprometimento organizacional variaram em função das variáveis sociodemográficas e averiguou-se se existiu associação entre as dimensões da personalidade e o comprometimento organizacional. Método. A amostra constituiu-se por 156 participantes de uma Indústria de Metalúrgica (102 pertencentes ao género masculino e 54 pertencentes ao género feminino), com idades compreendidas entre os 19 e os 70 anos (M = 37,92; DP = 12,45), que concordaram em responder a um Questionário Sociodemográfico, ao Inventário dos Cinco Fatores de Personalidade (NEO-FFI) e às Escalas de Comprometimento Organizacional (ECO). Resultados. No que diz respeito à personalidade, as dimensões amabilidade, abertura à experiência e extroversão pontuaram de forma mais elevada no sexo feminino. Quanto à dimensão abertura à experiência registou valores maiores nos indivíduos mais novos. No que diz respeito às dimensões amabilidade, neuroticismo, abertura à experiência e extroversão variaram em função da escolaridade. Por fim, as dimensões conscienciosidade, abertura à experiência, extroversão e neuroticismo variaram em função da antiguidade na empresa. No que se refere ao comprometimento organizacional, a escala calculativo apresentou valores mais elevados no sexo masculino, nos indivíduos mais velhos e com escolaridade mais baixa. Por último, todas as escalas do comprometimento organizacional variaram em função da antiguidade na empresa. Relativamente à relação entre a personalidade e o comprometimento organizacional, observou-se uma correlação entre a dimensão extroversão e a escala afetivo. No que concerne à dimensão abertura à experiência, constatou-se uma correlação com a escala calculativo. Por fim, relativamente à dimensão conscienciosidade, observou-se uma correlação com a escala afetivo e com a escala normativo. Conclusão. Verificou-se uma relação entre os traços de personalidade e os diferentes tipos de comprometimento organizacional. / Introduction. Literature has suggested the existence of a relation between personality and organizational commitment. Objective. The main objective of this investigation was to characterize de sample in sociodemographic terms, we gauged if personality and organizational commitment varied in function of sociodemographic variable and we ascertained is there existed an association between the personality dimensions and organizational commitment. Method. The sample was comprised of 156 participants from a Metallurgical Industry (102 of which were male and 54 of which were female), with ages ranging between 19 and 70 years old (M = 37,92; DP = 12,45), who agreed to reply to a Sociodemographic Questionnaire, the Five Factor Personality Inventory (NEO-FFI) and the Scales of Organizational Commitment (ECO). Results. Concerning personality, the dimensions kindness, openness to experience and extroversion scored higher in the female gender. As to the dimension openness to experience it registered higher values in younger individuals. Regarding the dimensions kindness, neuroticism, openness to experience and extroversion, they varied in function of schooling. Lastly, the dimensions conscientiousness, openness to experience, extroversion and neuroticism varied in function of seniority in the company. In what concerns organizational commitment, the scale calculative showed higher values in the male gender, older individuals and those with lower schooling. At last, all the scales of organizational commitment varied in function of seniority in the company. Relative to the relation between personality and organizational commitment, a correlation between the dimension extroversion and the scale affective was observed. About the dimension openness to experience, a correlation with the scale calculative was found. Ultimately, relative to the dimension conscientiousness, a correlation with the scale affective and the scale normative was observed. Conclusion. There was a relationship between the personality traits and the different kinds of organizational commitment.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/969
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TESE MESTRADO RODRIGO FREIXO 2019.pdf
  Restricted Access
677.04 kBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.