Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1243
Título: Perceção do Funcionamento Familiar em Contexto de Pandemia COVID-19: um estudo com adolescentes portugueses
Autores: Lopes, Bruno Ferreira
Vicente, Henrique (Orientador)
Palavras-chave: Funcionamento familiar - Family functioning
COVID-19 - COVID-19
Adolescentes - Adolescents
FACES IV - FACES IV
Pandemia - Pandemic
Data: 2020
Editora: ISMT
Resumo: Introdução: A pandemia COVID-19 provocou uma crise global no bem-estar e funcionamento familiar. Considerando que os adolescentes se encontram numa fase de autonomia e individuação, com consequente distanciamento familiar, o encerramento de escolas e as medidas de confinamento com as famílias derivadas da pandemia colocam desafios particulares. Diversos estudos acerca do funcionamento familiar em famílias com filhos adolescentes assinalam um acréscimo nos níveis de stress e ansiedade na família e nos adolescentes durante a pandemia COVID-19. Objetivo: Este estudo teve como objetivo analisar a perceção dos adolescentes sobre ao funcionamento das suas famílias, especificamente ao nível da coesão e flexibilidade, equilibradas e desequilibradas em contexto de pandemia. Método: A amostra é constituída por 106 participantes (67 raparigas e 39 rapazes) com idades compreendidas entre os 12 e os 20 anos. Os participantes preencheram um questionário sociodemográfico e de questões relacionadas ao agregado familiar e da situação atual face aos COVID-19 e completaram um instrumento de autorresposta que avalia o funcionamento familiar ao nível da coesão e flexibilidade (FACES-IV). Resultados: Em comparação com estudos similares fora do contexto de pandemia COVID-19, observaram-se níveis menores de coesão e flexibilidade equilibrada e de comunicação. Verificou-se um aumento do emaranhamento concomitante com o aumento da preocupação individual e familiar acerca do COVID-19. Verificaram-se ainda relações entre preocupação com a pandemia e comunicação familiar. Conclusões: Este estudo faculta um contributo ao estudo do funcionamento familiar em contexto de pandemia, equacionando o impacto que a mesma deteve nos sistemas familiares, especificamente nas famílias com filhos adolescentes. Em resumo, este estudo sugere que o período pandémico deteve um impacto negativo nas dimensões equilibradas do funcionamento familiar, mas simultaneamente não configurou um aumento nas dimensões desequilibradas de emaranhamento, desmembramento, rigidez e caótico. / Introduction: The COVID-19 pandemic caused a global crisis in family well-being and functioning. Considering that adolescents are in a phase of autonomy and individuation, with consequent family distancing, closing schools and confinement measures with families derived from the pandemic give rise to particular challenges. Several studies on family functioning in families with adolescents show an increase in the levels of stress and anxiety in the family and in adolescents during the COVID-19 pandemic. Objective: This study aimed to analyze the adolescents perception about the functioning of their families, specifically in terms of cohesion and flexibility, balanced and unbalanced in the context of a pandemic. Method: The sample consists of 106 participants (67 girls and 39 boys) aged between 12 and 20 years old. Participants completed a sociodemographic questionnaire and questions related to the household and the current situation vis-à-vis COVID-19 and completed a self-answer instrument that assesses family functioning at the level of cohesion and flexibility (FACES- IV). Results: In comparison with similar studies outside the context of the COVID-19 pandemic, lower levels of balanced cohesion and flexibility and communication were observed. There was an increase in entanglement concomitant with the increase in individual and family concerns about COVID-19. There were also links between concerns about the pandemic and family communication. Conclusions: This study provides a contribution to the study of family functioning in the context of a pandemic, considering the impact that it had on family systems, specifically on families with adolescents. In summary, this study suggests that the pandemic period had a negative impact on the balanced dimensions of family functioning, but at the same time it did not constitute an increase in the unbalanced dimensions of emeshed, disengaged, rigid and chaotic.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1243
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
TeseOficial.pdfDocumento557.81 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.