Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1253
Título: A Alexitimia e a Desregulação Emocional como Correlatos da Agressividade na Idade Avançada: estudo numa amostra de idosos
Autores: Gonçalves, Isabel Filipa Simões
Espírito-Santo, Helena (Orientadora)
Palavras-chave: Idade avançada - Old age
Institucionalização - Institutionalization
Agressividade - Aggressiveness
Correlatos - Correlates
Alexitimia - Alexithymia
Desregulação emocional - Emotional dysregulation
Data: 2020
Editora: ISMT
Resumo: Objetivos: explorar os níveis de agressividade autopercecionados numa população idosa institucionalizada, comparando-os com um grupo de idosos da comunidade; estudar os correlatos sociodemográficos e clínicos da agressividade e as correlações entre a agressividade e a desregulação emocional e a alexitimia. Método: A amostra foi constituída por 326 idosos, sendo 209 da comunidade e com 117 Institucionalizados, com uma média de idades de 75,12 anos (DP = 8,79). Todos os participantes foram avaliados com uma bateria de testes que incluía o Aggression Questionnaire, a Toronto Alexythimia Scale – 20 itens e a Difficulties in Emotion Regulation Scale. Resultados: Não foram encontradas diferenças a nível de agressividade entre idosos institucionalizados e da comunidade, foram sim encontrados maiores níveis de alexitimia no grupo de idosos institucionalizados, assim como níveis mais elevados de desregulação emocional. O nível da agressividade autopercecionada em idosos institucionalizados, correlacionou-se com a alexitimia e a desregulação emocional. Conclusão: A alexitimia e a desregulação emocional correlacionam-se com a agressividade autopecercionada na idade avançada. A alexitimia e a desregulação emocional correlacionam-se com a agressividade auto-percebida em pessoas idosas institucionalizadas. Esta descoberta é importante para orientar as escolhas terapêuticas nestes contextos. / Objectives: To explore the levels of self-perceived aggressiveness in institutionalized elderly, comparing them to a group of elderly people in the community; to study the socio- demographic and clinical correlates of aggressiveness and the correlations between aggressiveness and emotional dysregulation and alexithymia. Method: The sample consisted of 326 elderly, 209 from the community and 117 institutionalized, with an average age of 75.12 years (SD = 8.79). All participants were assessed with a battery of tests, which included the Aggression Questionnaire, the Toronto Alexithymia Scale - 20 items, and the Difficulties in Emotion Regulation Scale. Results: No differences were found in aggressiveness between institutionalized and community elderly, but higher levels of alexitimia were found in the institutionalized elderly group, as well as higher levels of emotional dysregulation. The level of self- perceived aggressiveness in institutionalized elderly correlated with alexitimia and emotional dysregulation. Conclusion: Alexithymia and emotional dysregulation correlate with self-perceived aggressiveness in older institutionalized people. This finding is important to guide therapy choices in these settings.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1253
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
dissertação Final.pdfDocumento614.64 kBAdobe PDFVer/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.