Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1290
Título: A influência do Stress em Ambiente de Teletrabalho: um estudo de caso numa organização pública
Autores: Mesquita, Ana Filipa Rodrigues
Andrade, José Ricardo (Orientador)
Palavras-chave: Teletrabalho - Telework
Stress - Stress
Pandemia - Pandemic
Covid-19 - Covid-19
Data: 2021
Editora: ISMT
Resumo: O ano de 2020 ficará marcado para a história como o ano em que a pandemia Covid-19 transformou de forma significativa a Sociedade como a conhecemos, porque veio alterar a forma como nos relacionamos e, consequentemente, a forma como trabalhamos. Os confinamentos obrigatórios decretados em grande parte dos países impuseram às organizações e pessoas desafios no que concerne ao trabalho, tendo o teletrabalho ganho, a partir daí, uma clara importância e expressividade que até então, em ano de projetos de aplicação, não tinha acontecido (ILO, 2020). Este desenvolvimento rápido do teletrabalho como resposta à pandemia veio evidenciar, por um lado, uma importante capacidade de adaptação que empresas e pessoas dispõem, mas mostrou também, por outro lado, que este é um processo que não possui apenas vantagens, sendo necessário conhecer os efeitos do teletrabalho a diversos níveis, nomeadamente ao nível do stress e de fatores associados ao trabalho (Goulart, 2009). De facto, as condições do teletrabalho têm sido amplamente estudadas nos últimos anos, sobretudo ao nível da influência do stress. O stress tem sido reconhecido como um importante aspeto que pode influenciar um conjunto de fatores relacionados com o trabalho, nomeadamente a produtividade ou a confiança na organização. O stress pode igualmente interferir no relacionamento entre o trabalho e o bem-estar pessoal ou com a flexibilidade laboral assim como influenciar de forma distinta homens e mulheres e até trabalhadores com diferentes atividades profissionais (Meng et al., 2020). Diversos estudos que exploram a relação entre as condições de trabalho e o stress demonstraram uma acentuada redução na produtividade e na capacidade dos trabalhadores em articular a vida pessoal com a vida laboral (Lee, 2012). Outros estudos mostraram que níveis de stress elevados predizem a incidência de transtornos no bem-estar pessoal e na interação entre colegas de trabalho (Rusli, Edimansyah & Naing, 2008). Este conjunto de evidências presentes na literatura sobre a influência do stress nos fatores relacionados com o trabalho, levou-nos a procurar saber se o stress pode igualmente influenciar a perceção dos trabalhadores sobre as suas condições numa instituição de ensino superior politécnico. Para esse efeito foi desenvolvido um estudo quantitativo numa instituição de ensino superior politécnico com o intuito de demostrar de que forma o stress interfere em fatores relacionados com o trabalho e a vida pessoal. / The year 2020 will be marked in history as the year in which the Covid-19 pandemic expressly transformed Society as we know it because it changed the way we relate and consequently the way we work. The mandatory confinements enacted in most countries imposed challenges on associations and individuals concerning work, with telework gaining since then clear importance and expressiveness that until then, in a year of application projects, had not happened (ILO, 2020). This rapid development of telework as a response to the pandemic has shown, on one hand, an important capacity for adaptation of companies and people but, on the other hand, also shown that this is a process that has not only advantages, and it is essential to know the effects of teleworking at different levels, namely in terms of stress and factors associated with work. In fact, teleworking conditions have been extensively studied in recent years, especially in terms of the influence of stress. Stress has been recognized as an important factor that can influence many factors related to work, namely productivity or trust in the organization. Stress can also interfere in the relationship between work and personal well-being or with job flexibility, as well as influencing differently men and women and even workers with different professional activities (Meng, et al., 2020). Several studies that explore the relationship between work conditions and stress have shown a marked reduction in productivity and in the ability of workers to combine personal and work life (Lee, 2012). Other studies have shown that high-stress levels predict the incidence of disorders in personal well-being and the interaction between co-workers (Rusli, Edimansyah & Naing, 2008). This set of evidence in the literature on the influence of stress on factors related to work led us to try to find out whether stress can also influence the perception of workers about their conditions in a polytechnic higher education institution. For this purpose, a quantitative study was developed in a polytechnic higher education institution to demonstrate how stress interferes with factors related to work and personal life.
URI: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/1290
Aparece nas colecções:Dissertações e Relatórios de Mestrado J-P-E

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Relatorio de Estágio_AnaMesquita.pdf
  Restricted Access
Documento6.98 MBAdobe PDFVer/Abrir Request a copy


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.