Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/343
Título: O Impacto do Divórcio nas Crianças e Adolescentes: consequências psicológicas
Autores: Bianchessi, Silmara dos Santos Rocha
Henriques, Carolina (Orientadora)
Palavras-chave: Divórcio - Divorce
Impacto - Impact
Crianças - Children
Adolescentes - Adolescents
Data: 2013
Editora: ISMT
Resumo: Este trabalho pretendeu conhecer as caraterísticas sociodemográficas de crianças que viveram o divórcio dos seus progenitores, determinar o seu nível de stress, conhecer os seus problemas de comportamento e analisar sintomas depressivos. Para isso, analisaram-se os resultados de 40 crianças e adolescentes, entre os 11 e os 14 anos, na Escala de Stress Infantil (ESI, Lucarelli & Lipp, 1999), no Youth Self-Report (YSR, Achenbach, 1991, conforme citado por Fonseca & Monteiro, 1999) e no Children’s Depression Inventory (CDI, Kovacs, 1983, conforme citado por Simões, 1999). Os resultados demonstram que a maioria das crianças e jovens considera que a família tem uma boa qualidade de vida e que é capaz de se adaptar bem às dificuldades. Quanto ao grau de stress, tanto da família como a própria criança, é percecionado como baixo. Os jovens apresentam um valor baixo na autoavaliação de diversos problemas de comportamento apresentando um nível médio de depressão elevado. / The purpose of this study was to know the sociodemographic characteristics of children that experienced the divorce of their parents, to determinate their stress level, to know their behaviour problems and to analyse depressive symptoms. For that we analysed the results of 40 children and adolescents, between 11 and 14 years old, in Escala de Stress Infantil (ESI, Lucarelli & Lipp, 1999), in Youth Self-Report (YSR, Achenbach, 1991, as cited by Fonseca & Monteiro, 1999) and in Children’s Depression Inventory (CDI, Kovacs, 1983, as cited by Simões, 1999). The results demonstrate that the majority of children and young people consider that the family has a good quality of life and is able to adapt well to difficulties. The degree of stress, both by the family and the child itself is perceived as low. Young people have a low self-assessment of the various behaviour problems and have a higher average level of depression.
URI: http://dspace.ismt.pt/xmlui/handle/123456789/343
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Tese Mara.pdf4.54 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.