Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/413
Título: Solidão e Qualidade de Vida: idoso no domicílio e Serviço Social
Autores: Viveiros, Maria do Carmo Vieira
Palavras-chave: Idosos em domicílio - Elderly at home
Solidão - Loneliness
Qualidade de vida - Life quality
Suporte social - Social support
Data: 2013
Editora: ISMT
Resumo: O presente estudo teve como objetivo Avaliar a Relação entre Qualidade de vida, suporte social e solidão no idoso não institucionalizado e a prática do Assistente Social em Portugal e verificar a prevalência da qualidade do suporte social, da saúde percebida, da satisfação com a vida, da qualidade e quantidade do Serviço Social e as relações familiares/apoios familiares existentes nos idosos em domicílio. A nossa amostra contou com o total de 643 idosos, com idades compreendidas entre os 65(idosos jovens) aos 85 ou mais (recebendo a classificação de “muito idoso”). Na recolha dos dados utilizou-se a Escala da Solidão (UCLA) para a avaliação dos sintomas de solidão; A Escala de Suporte Social (SSQ) para a avaliação da qualidade do Suporte social; E para a avaliação da qualidade de vida a Escala de Qualidade de vida - (ETAQV). Constatou-se que a qualidade de vida é influenciada pela qualidade do suporte social e que quanta maior for a satisfação com o suporte social, menor a solidão. Os idosos que têm mais saúde percebida encontram-se mais satisfeitos com a vida. Em relação à existência formal de um suporte social, considerado pelo “acompanhamento do Serviço Social”, constatou-se que o serviço social acompanha significamente as pessoas com o tamanho de rede mais pequeno. Finalmente, a satisfação com o suporte social não está diretamente relacionada com a existência de relacionamentos ou apoios familiares. / This present study had as objetive to evaluate the Correspondance between Life Quality, social support and loneliness of the non institutionalized elderly and the Social Worker in Portugal and to verify the prevalence of quality and quantity of the Social Service and the family relationships/family support existent for the elderly at home. Our sample counted with the total of 643 elders, with ages comprehended between 65 (young elderly) and 85 or more (receiving the classification of very old). When collecting the data we used the Loneliness Scale (UCLA) for the evaluation of the loneliness symptoms; Social Support Questionnaire (SSQ) to evaluate the quality of Social Support; and for the evaluation of life quality the Life Quality Scale - (ETAQV). It was found that the life quality is influenced by social support quality and that the bigger the satisfaction with the social support, less the loneliness. The elderly that are healthier found themselves happier with life. Relating the formal existence of a social support, considered by the “social service follow up”, it was found that the social service monitored significantly people with the smallest sized network. Finally, the satisfaction towards the social support isn’t directly related with the existence of relationships or family support.
URI: http://dspace.ismt.pt/xmlui/handle/123456789/413
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado em Serviço Social

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
ficheiro_temporario.pdf2.33 kBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.