Utilize este identificador para referenciar este registo: http://repositorio.ismt.pt/jspui/handle/123456789/506
Título: Redes Sociais Pessoais de Idosos Segundo o Sexo dos Filhos
Autores: Rasteiro, Ana Sofia Malva
Guadalupe, Sonia (Orientadora)
Palavras-chave: Rede Social Pessoal - Personal social network
Idosos - Seniors
Pais idosos - Elderly parents
Filhos - Children
Sexo dos filhos - Gender of the children
Descendência - Offspring
Género - Gender
Data: 2015
Editora: ISMT
Resumo: Objetivos: O presente estudo tem como objetivo analisar as redes sociais pessoais de idosos portugueses com filhos segundo o sexo da descendência e o sexo do/a idoso/a, relativamente às características estruturais, funcionais e relacionais-contextuais. Metodologia: Para a avaliação das variáveis em estudo foram utilizados o Instrumento de Análise da Rede Social Pessoal, versão para idosos (IARSP – Idosos) (Guadalupe, 2010; Guadalupe & Vicente, 2012) para avaliar as dimensões da rede social pessoal e um inquérito por questionário para caracterização da amostra a nível sociodemográfico e sociofamiliar. Participantes: A amostra é constituída por 498 idosos com filhos, com uma média de idades de 75 anos (DP=7,487), entre os 65 anos e os 98 anos, maioritariamente do sexo feminino (60,8%), casados ou em união facto (58,4%) e com escolaridade (70,7%). A maioria dos idosos inquiridos reside em aglomerado populacional (90,8%) e não usufrui de apoio de respostas sociais (78,1%). Resultados: Na análise separámos 3 subamostras: idosos com filhos de ambos os sexos (n=218; 43,7%), idosos com filhos do sexo masculino (n=125; 25,2%) e idosos com filhos do sexo feminino (n=155; 31,2%). Os idosos com filhas apresentam valores mais elevados no apoio material e instrumental (p = 0,046), apoio informativo (p = 0,018), companhia social (p = 0,018) e reciprocidade de apoio (p < 0,001). O tamanho da rede é menor no caso dos idosos com filhas comparativamente aos que têm filhos de ambos os sexos (p = 0,012). Analisando separadamente as redes das idosas e dos idosos da amostra, assinalamos que nas redes de idosos do sexo masculino apenas houve diferença na reciprocidade (p = 0,016), sendo menos recíprocas as redes da subamostra com filhos apenas do sexo masculino; por sua vez, nas redes das idosas houve diferenças no tamanho da rede (p = 0,015) e na frequência de contactos (p = 0,019) sendo maior nas idosas com filhos de ambos sexos; na proporção de relações de vizinhança na rede (p = 0,005), sendo menor nas idosas que têm filhos de ambos os sexos; no apoio informativo (p = 0,022) e na reciprocidade (p = 0,005) sendo menores nas idosas com filhos do sexo masculino. Conclusões: O nosso estudo revela que o sexo dos filhos influencia as redes sociais pessoais dos pais e mães idosos/as a nível funcional, estrutural e relacional-contextual, sobretudo no caso das mulheres idosas, uma vez que as redes das idosas apresentam diferenças nas três dimensões, o que não se verifica nos pais idosos, verificando-se também que os idosos com filhas do sexo feminino têm redes mais centradas nas relações familiares. / Goals: This study aims to analyze the personal social networks structural, functional and relational-contextual characteristics of Portuguese seniors with offspring, according to their sex. Methodology: To the variables evaluation, we have used the Personal Social Network Analysis Instrument, Elderly Version (IARSP – Elderly) (Guadalupe, 2010; Guadalupe & Vicente, 2012) in order to evaluate the dimensions of the personal social network, and a questionnaire for demographic description. Participants: Our sample has 498 seniors with offspring, with an average of 75 years of age (DP = 7,487), between 65 and 98 years old, mostly females (60,8%), married (58,4%) with education (70,7%).The majority live on agglomeration (90,8%) and does not have the support of social services (78,1%). Results: In this analysis we've 3 groups: seniors with sons and daughters (n = 218; 43,7%), seniors with male offspring (n = 125; 25,2%) and seniors with female offspring ( n = 155; 31,2%). Seniors with daughters only shows higher values on material and instrumental support (p = 0,046), informative support (p = 0,018), social company (p = 0,018) and reciprocity support (p < 0,001). The network size is smaller on senior's with offspring, comparing the ones with sons and daughters (p = 0,012). On a separate analysis of the male and female seniors sample, it should be noticed that on the male seniors network there's been a difference on reciprocity only (p = 0,016) being less reciprocal the networks from the group exclusively with male sons; on the other end, on the female seniors network with sons and daughters there's been a difference on the network size (p = 0,015) and on the contact frequency (p = 0,019) being smaller on the seniors with offspring from both sex; on the proportion relation of network neighborhood (p = 0,005), smaller on the female seniors with sons and daughters; on informative support (p = 0,022) and on the reciprocity (p = 0,005), being smaller on the female seniors with male offspring. Conclusions: Our study reveals that the male and female offspring influences the personal social networks of senior mothers and fathers on a functional, structural and context-relational level, mostly on women, once that their network presents differences in the three dimension, something that does not happen with senior fathers, with the verification that the seniors with daughters do have social networks that are more centered in family relations.
URI: http://repositorio.ismt.pt/handle/123456789/506
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado Psicologia

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
Redes Sociais Pessoais em Idosos Segundo o Sexo dos Filhos.pdf1.1 MBAdobe PDFThumbnail
Ver/Abrir


Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.