Revisão Sistemática da Literatura sobre Programas de Capacitação e Escalas para Avaliação das/os Cuidadoras/es Informais em Portugal

Miniatura
Data
2022
Autores
Martins, Letícia Gabriela Sol Pereira de Oliveira
Daniel, Fernanda (Orientadora)
Matos, Fátima Ney (Coorientadora)
Título da revista
ISSN da revista
Título do Volume
Editora
ISMT
Resumo
Em Portugal, o envelhecimento demográfico tem vindo a acentuar-se com a população com 65 e mais anos a atingir 2.424.122 indivíduos, no último recenseamento geral da população (INE, 2022). Apesar de a maioria da população idosa ser saudável e viver em plena capacidade funcional (Minayo, 2017) outras há que vivem com enfermidades crónicas e incapacidades (Francisco et al., 2021). Segundo dados fornecidos pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (2019) 91,3 % das pessoas com 65 ou mais anos, em Portugal, têm pelo menos uma doença crónica. Muitas dessas pessoas necessitam de apoio de uma terceira pessoa para lhes prestar cuidados. No ano de 2018, 12,6% das pessoas estavam inseridas em respostas sociais dirigidas à população idosa, estando as restantes a ser cuidadas por cuidadores/as informais ou em autocuidado (Soeiro et al., 2020). O objetivo desta dissertação é conduzir uma revisão sistemática da literatura sobre (i) escalas de avaliação desenvolvidas para cuidadores/as informais e (ii) programas de capacitação para os mesmos. A revisão foi realizada recorrendo à “PubMed”, “EBSCO” e “SciElO”. Na pesquisa foram detetadas 24 escalas que avaliam cuidadores/as informais. Das escalas analisadas a Zarit Burden Interview foi o instrumento mais utilizado estando presente em 13 estudos. Quanto aos programas encontrámos quatro programas (i) LEAVES; (ii) InCare e (iii) iSupport (iv) PIP. Consideramos que o desenvolvimento de escalas de avaliação para os/as cuidadores permite obter informação precisa sobre o impacte do cuidado e desta forma intervir qualificadamente. / In Portugal, demographic ageing has been increasing with the population aged 65 and over reaching 2,424,122 in the last general population census (INE, 2022). Although the majority of the elderly population is healthy and living at full functional capacity (Minayo, 2017), there are others who live with chronic illnesses and disabilities (Francisco et al., 2021). In Portugal, 91.3% of people aged 65 and over have at least one chronic disease (Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, 2019). Many of the people with chronic illnesses require the help of a third person to provide them with assistance. In the year of 2018, 12.6% of the elderly people were directed to social responses created for them, while the rest were being cared for by informal caregivers or in selfcare (Soeiro et al., 2020). This dissertation's objective is a systematic review of the literature about i) evaluation scales developed for informal caregivers and (ii) training programs for them. The review was performed using “PubMed”, “EBSCO” and “SciElO”. The research detected 24 scales that assess informal caregivers. Among the analized scales, the one by Zarit Burden Interview was the most used instrument being present in 13 studies. As for the programs, we found four programs (i) LEAF; (ii) InCare and (iii) iSupport (iii) PIP. We consider that the development of rating scales for caregivers allows us to obtain precise information about the impact of care and allows us to intervene qualifiedly.
Descrição
Palavras-chave
Revisão sistemática da literatura - Systematic review of the literature, Cuidadores informais - Informal caregivers, Programas de capacitação - Training programs, Escalas - Scales
Citação
Coleções